blog de Pedro Jaramillo
© tradução e adaptação de Laboratório da fé, 2013
— a utilização ou publicação destes textos precisa da prévia autorização do autor —

— Há remédio para a rotina? 

Nunca te aconteceu? Por fazer tantas vezes as mesmas coisas. Pela rotina de todos os dias... Por aquele «mais do mesmo»... [...] Se me perguntas: então como posso viver o chamamento a ser evangelizador? Partilho contigo o que eu digo a mim mesmo, no coração da missão. Às vezes esqueço-me; e converto-me também num «ativista pastoral». > > >

— Não pensarei mais nele 

Quantos agentes de pastoral (não gosto muito do termo «agentes», porque parece estar subentendida uma «agência»... e a nossa ação não é uma «agência de serviços religiosos». Pessoalmente, preferiria falar de «evangelizadores»...), quando lhes começam a faltar «as razões», lançam mão à razão, para se poderem convencer: «depois disto tudo, ninguém me chamou para estas confusões. Além disso, posso ser um bom crente por conta própria!». Cai-nos em cima a crise de Jeremias: «Não pensarei mais nele! Não falarei mais em seu nome» (20, 9). > > >

0 comentários:
Enviar um comentário

  • Recentes
  • Arquivo