GERAR FÉ


«Gerar. Este verbo evoca espontaneamente a ação do homem e da mulher que dão a vida: gerar, trazer ao mundo, educar, fazer crescer... Mas a criança, por sua vez, gera os seus pais, fazendo-os tornar-se pai e mãe. Reciprocidade de uma relação em que a vida circula» (Uma nova oportunidade para o Evangelho. Para uma pastoral da gestação, ed. Paulinas). Desta naturalidade biológica damos o salto imagético para a relação entre Deus e o ser humano. Esta também é (ou pode ser) uma verdadeira «experiência criadora». Neste sentido, «escutar a Palavra lendo a Escritura é uma obra de gestação». Aquele que lê/escuta a Palavra empenha-se com toda a sua vida, entra em diálogo com o texto bíblico, «interpela-o, gera-o para que se torne Palavra» na sua própria vida. E a própria Palavra «tornada viva, toca o ser humano contemporâneo na sua identidade e gera-o para um acréscimo de humanidade». Desta reciprocidade evidencia a «alegria do encontro entre Deus que se dá e o crente que se abre à sua presença».

O restante conteúdo encontra-se no novo sítio > > >


© Laboratório da fé, 2016



Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 10.1.16 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários