PREPARAR O DOMINGO VIGÉSIMO SEGUNDO

31 DE AGOSTO DE 2014


Jeremias 20, 7-9

Vós me seduzistes, Senhor, e eu deixei-me seduzir; Vós me do­minastes e vencestes. Em todo o tempo sou objecto de escárnio, toda a gente se ri de mim; porque sempre que falo é para gritar e proclamar: «Violência e ruína!». E a palavra do Senhor tornou-se para mim ocasião permanente de insultos e zombarias. Então eu disse: «Não voltarei a falar n’Ele, não falarei mais em seu nome». Mas havia no meu coração um fogo ardente, comprimido dentro dos meus ossos. Procurava contê-lo, mas não podia.



A palavra do Senhor tornou-se para mim 

ocasião permanente de insultos e zombarias

Este texto — primeira leitura do vigésimo segundo domingo, ano A — é um fragmento das chamadas «confissões de Jeremias». É uma lamentação com uma força impressionante. Na secção imediatamente anterior, o profeta fala do juízo severo do Senhor, não só contra o mundo dos «outros», mas também contra o mundo em que ele habita.
A partir deste fragmento entramos numa nova secção, íntima, na qual assistimos à sua conversação com o Senhor sobre o preço da sua missão pública.
A prece atinge o tom de um salmo de lamentação, que começa com uma queixa comovedora contra Deus. O profeta é objeto da hostilidade dos seus contemporâneos, mas no centro está o próprio Senhor, que o seduziu e se apoderou do profeta. Jeremias sente-se desamparado diante do poder do Senhor que é avassalador e irresistível. O profeta tem de falar contra Jerusalém e isso provoca uma hostilidade profunda; mas quando não fala — para evitar a hostilidade dos seus concidadãos — ainda se sente mais perturbado, porque a palavra de Deus é como um fogo que queima. Se fala, sente que o Senhor não o apoia; se fica calado, o Senhor não o consola.
Estamos perante o drama, que encontramos tantas vezes dentro das Sagradas Escrituras, do silêncio de Deus. Quando a sua presença e a sua solidariedade permanecem ocultas.

© Joan Ferrer, Misa dominical
© tradução e adaptação de Laboratório da fé, 2014
A utilização ou publicação deste texto precisa da prévia autorização do autor

Preparar o domingo vigésimo segundo (Ano A), no Laboratório da fé, 2014

Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 27.8.14 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários