FELIZ DAQUELA QUE ACREDITOU


Da Exortação Apostólica do papa Paulo VI para a reta ordenação e desenvolvimento do culto à bem-aventurada Virgem Maria («Marialis Cultus»), 39: «A finalidade última do culto à bem-aventurada Virgem Maria é glorificar a Deus e levar os cristãos a aplicarem-se numa vida absolutamente conforme a sua vontade. Os filhos da Igreja, na verdade, quando, juntando as suas vozes a da mulher anónima do Evangelho, enaltecem a Mãe de Jesus ao exclamarem, dirigindo-se ao mesmo Jesus, ‘Felizes as entranhas que te trouxeram e os seios que te amamentaram!’ (Lucas 11, 27), serão induzidos a considerarem a grave resposta do divino Mestre: ‘Felizes antes os que ouvem a palavra de Deus e a observam!’ (Lucas 11, 28). E esta resposta, se por um lado redunda num patente louvor a Santíssima Virgem, como a interpretaram alguns Santos Padres e o II Concílio do Vaticano o confirmou (LG 58), por outro lado, ressoa para nós também como uma advertência a vivermos os mandamentos de Deus, e é como que o eco de outras admoestações do divino Salvador: ‘Nem todo o que me diz: “Senhor! Senhor!” entrará no reino dos céus, mas o que faz a vontade de meu Pai que está nos céus’ (Mateus 7, 21); e, ‘Vós sois meus amigos, se fizerdes o que eu vos ordenei’ (João 15, 14)».

Mistérios


  • PRIMEIRO MISTÉRIO
A visitação de Maria a Isabel. «Maria dirigiu-se ‘apressadamente’ para visitar Isabel, sua parente. O motivo desta visita há-de ser procurado também no facto de Gabriel, durante a Anunciação, ter nomeado de maneira significativa Isabel, que em idade avançada tinha concebido um filho, pelo poder de Deus» (João Paulo II, Carta Encíclica sobre a bem-aventurada Virgem Maria na vida da Igreja que está a caminho, 12).

  • SEGUNDO MISTÉRIO
A saudação de Isabel. «Maria dirige-se impelida pela caridade. Isabel, tendo sentido o menino estremecer de alegria no próprio seio, ‘cheia do Espírito Santo’, saúda Maria: ‘Bendita és tu entre as mulheres e bendito o fruto do teu ventre’ (cf. Lucas 1, 40-42). Esta proclamação e aclamação entra na Ave Maria, como continuação da saudação do Anjo, tornando-se assim uma das orações mais frequentes da Igreja» (João Paulo II, Carta Encíclica sobre a bem-aventurada Virgem Maria na vida da Igreja que está a caminho, 12).

  • TERCEIRO MISTÉRIO
Isabel dá testemunho sobre Maria. «São ainda mais significativas as palavras de Isabel: ‘E donde me é dada a dita que venha ter comigo a mãe do meu Senhor?’ (Lucas 1, 43). Isabel dá testemunho acerca de Maria: reconhece e proclama que diante de si está a Mãe do Senhor, a Mãe do Messias. Neste testemunho participa também o filho que Isabel traz no seio: ‘estremeceu de alegria o menino no meu seio’ (Lucas 1, 44)» (João Paulo II, Carta Encíclica sobre a bem-aventurada Virgem Maria na vida da Igreja que está a caminho, 12).

  • QUARTO MISTÉRIO
Maria é feliz porque acreditou. «Todas as palavras, na saudação de Isabel, são densas de significado; no entanto, parece ser algo de importância fundamental quando diz: ‘Feliz daquela que acreditou que teriam cumprimento as coisas que lhe foram ditas da parte do Senhor’ (Lucas 1, 45). Palavras que revelam a […] a verdade acerca de Maria, cuja presença se tornou real no mistério de Cristo, precisamente porque ela ‘acreditou’» (João Paulo II, Carta Encíclica sobre a bem-aventurada Virgem Maria na vida da Igreja que está a caminho, 12).

  • QUINTO MISTÉRIO
A fé de Maria. «‘A Deus que revela é devida ‘a obediência da fé, pela qual o ser humano se entrega total e livremente a Deus’, como ensina o II Concílio do Vaticano. Exactamente esta descrição da fé teve em Maria uma atuação perfeita. O momento ‘decisivo’ foi a Anunciação; e as palavras de Isabel — ‘feliz daquela que acreditou’ — referem-se em primeiro lugar precisamente a esse momento» (João Paulo II, Carta Encíclica sobre a bem-aventurada Virgem Maria na vida da Igreja que está a caminho, 13).

© Laboratório da fé, 2014

Maio 2014 — Mês de Maria: Feliz daquela que acreditou | 31 — pdf

  • ORAÇÃO PARA TODOS OS DIAS > > >
  • TEMA GERAL PARA O MÊS DE MARIA 2014 > > >

Feliz daquela que acreditou
Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 31.5.14 | Sem comentários
Categorias: , ,
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários