FELIZ DAQUELA QUE ACREDITOU


Da Exortação Apostólica do papa Paulo VI para a reta ordenação e desenvolvimento do culto à bem-aventurada Virgem Maria («Marialis Cultus»), 36: «Deve considerar-se normal que as gerações cristãs que se sucederam, em quadros sócio-culturais diversos, ao contemplarem a figura e a missão de Maria, qual nova Mulher e perfeita cristã, que reuniu em si as situações mais características da vida feminina, porque Virgem, Esposa e Mãe, tenham visto na Mãe de Jesus o tipo eminente da condição feminina e o exemplar da vida evangélica, e tenham expresso estes seus sentimentos segundo as categorias e as representações próprias da sua época. A Igreja, quando considera a longa história da piedade mariana, alegra-se, ao verificar a continuidade do facto cultual; mas não se liga aos esquemas representativos das várias épocas culturais, nem às particulares conceções antropológicas que lhes estão subjacentes; ademais, compreende bem que algumas expressões de tal culto, perfeitamente válidas em si mesmas, são menos adaptadas aos homens e mulheres que pertencem a épocas e civilizações diversas».

Mistérios


  • PRIMEIRO MISTÉRIO
A fé de Maria na Anunciação. «Na Anunciação, Maria entregou-se a Deus completamente, manifestando ‘a obediência da fé’. Àquele que lhe falava, mediante o seu mensageiro, prestando-lhe o ‘obséquio pleno da inteligência e da vontade’. Ela respondeu, pois, com todo o seu ‘eu’ humano e feminino» (João Paulo II, Carta Encíclica sobre a bem-aventurada Virgem Maria na vida da Igreja que está a caminho, 13).

  • SEGUNDO MISTÉRIO
O consentimento de Maria na Anunciação. «A palavra de Deus vivo, anunciada pelo Anjo a Maria, referia-se a ela própria: ‘Eis que conceberás e darás à luz um filho’ (Lucas 1, 31). Acolhendo este anúncio, Maria devia tornar-se a ‘Mãe do Senhor’ e realizar-se-ia nela o mistério divino da Incarnação […]. Maria dá o consenso. Diz: ‘Eis a serva do Senhor! Faça-se em mim segundo a tua palavra’ (Lucas 1, 38)» (João Paulo II, Carta Encíclica sobre a bem-aventurada Virgem Maria na vida da Igreja que está a caminho, 13).

  • TERCEIRO MISTÉRIO
O ‘sim’ de Maria torna possível a Incarnação. «O ‘sim’ de Maria — ‘faça-se em mim’ — decidiu, da parte humana, do cumprimento do mistério divino. […] O mistério da Incarnação realizou-se quando Maria pronunciou o seu ‘sim’: ‘Faça-se em mim segundo a tua palavra’, tornando possível, pelo que a ela competia no desígnio divino, a aceitação do oferecimento do seu Filho» (João Paulo II, Carta Encíclica sobre a bem-aventurada Virgem Maria na vida da Igreja que está a caminho, 13).

  • QUARTO MISTÉRIO
Pela fé, Maria entrega-se ser reservas. «Maria pronunciou o ‘sim’ mediante a fé. Foi mediante a fé que ela ‘se entregou a Deus’ sem reservas e ‘se consagrou totalmente, como escrava do Senhor, à pessoa e à obra do seu Filho’. E este Filho — como ensinam os Padres da Igreja — concebeu-o na mente antes de o conceber no seio: precisamente mediante a fé! Com justeza, portanto, Isabel louva Maria: ‘Feliz daquela que acreditou que teriam cumprimento as coisas que lhe foram ditas da parte do Senhor’» (João Paulo II, Carta Encíclica sobre a bem-aventurada Virgem Maria na vida da Igreja que está a caminho, 13).

  • QUINTO MISTÉRIO
Maria é feliz em toda a sua caminhada de fé. «As palavras de Isabel: ‘Feliz daquela que acreditou’ não se aplicam apenas àquele momento particular da Anunciação. Esta representa, sem dúvida, o momento culminante da fé de Maria na expetação de Cristo, mas é também o ponto de partida, no qual se inicía todo o seu ‘itinerário para Deus’, toda a sua caminhada de fé» (João Paulo II, Carta Encíclica sobre a bem-aventurada Virgem Maria na vida da Igreja que está a caminho, 14).

© Laboratório da fé, 2014

Maio 2014 — Mês de Maria: Feliz daquela que acreditou | 27 — pdf

  • ORAÇÃO PARA TODOS OS DIAS > > >
  • TEMA GERAL PARA O MÊS DE MARIA 2014 > > >

Feliz daquela que acreditou
Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 27.5.14 | Sem comentários
Categorias: , ,
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários