PREPARAR O DOMINGO QUARTO DA QUARESMA

30 DE MARÇO DE 2014


Primeiro Livro de Samuel 16, 1b.6-7.10-13a

Naqueles dias, o Senhor disse a Samuel: «Enche a âmbula de óleo e parte. Vou enviar-te a Jessé de Belém, pois escolhi um rei entre os seus filhos». Quando chegou, Samuel viu Eliab e pensou consigo: «Certamente é este o ungido do Senhor». Mas o Senhor disse a Samuel: «Não te impressiones com o seu belo aspecto, nem com a sua elevada estatura, pois não foi esse que Eu escolhi. Deus não vê como o homem; o homem olha às aparências, o Senhor vê o coração». Jessé fez passar os sete filhos diante de Samuel, mas Samuel declarou-lhe: «O Senhor não escolheu nenhum destes». E perguntou a Jessé: «Estão aqui todos os teus filhos?». Jessé respondeu-lhe: «Falta ainda o mais novo, que anda a guardar o rebanho». Samuel ordenou: «Manda-o chamar, porque não nos sentaremos à mesa, enquanto ele não chegar». Então Jessé mandou-o chamar: era ruivo, de belos olhos e agradável presença. O Senhor disse a Samuel: «Levanta-te e unge-o, porque é este mesmo». Samuel pegou na âmbula do óleo e ungiu-o no meio dos irmãos. Daquele dia em diante, o Espírito do Senhor apoderou-Se de David.



David é ungido rei de Israel


A comunidade de Israel encontra-se numa crise profunda que pede uma nova organização à volta da pessoa do rei. Saul, o primeiro rei, ungido por Samuel, tinha fracassado, de maneira que a crise não tinha solução. O futuro depende de encontrar um chefe adequado para o povo.
Deus é livre para recusar o rei que previamente tinha escolhido. Assim, envia Samuel a uma família para ungir um dos filhos como rei. Samuel não sabe quem é. A situação é muito delicada, porque o rei anterior ainda ocupa o trono e este facto é uma clara provocação.
Belém é uma povoação insignificante. Não parece ser o lugar indicado para encontrar um rei. Jessé faz desfilar cada um dos seus filhos diante de Samuel e nós assistimos a uma espécie de cochicho entre o Senhor e Samuel. A qualidade que o Senhor procura não é a aparência, mas o fundo do coração.
Na primeira ronda, Samuel não descobre qualquer candidato. Depois, aparece o oitavo filho, que parecia estar descartado por ser demasiado pequeno.
Ao entrar o jovem, o narrado — embora nos tenha dito que o aspeto não era importante — não consegue evitar de referir que «era ruivo, de belo olhos e agradável presença». O Senhor intervém com uma ordem: «É este mesmo». O Senhor, que enaltece os humildes, fez com que o último fosse o primeiro.

© Joan Ferrer, Misa dominical
© tradução e adaptação de Laboratório da fé, 2014
A utilização ou publicação deste texto precisa da prévia autorização do autor

Preparar o domingo quarto da Quaresma (Ano A), no Laboratório da fé, 2014
Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 27.3.14 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários