PREPARAR O DOMINGO SEGUNDO DA QUARESMA

16 DE MARÇO DE 2014


Génesis 12, 1-4a

Naqueles dias, o Senhor disse a Abraão: «Deixa a tua terra, a tua família e a casa de teu pai e vai para a terra que Eu te indicar. Farei de ti uma grande nação e te abençoarei; engrandecerei o teu nome e serás uma bênção. Abençoarei a quem te abençoar, amaldiçoarei a quem te amaldiçoar; por ti serão abençoadas todas as nações da terra». Abraão partiu, como o Senhor lhe tinha ordenado.



Vocação de Abraão, pai do povo de Deus


O texto que a liturgia oferece para primeira leitura do segundo domingo da Quaresma (Ano A) não nos diz absolutamente nada da vida da pessoa de Abraão. De Sara só sabemos que era estéril (Génesis 11, 30). O Génesis só tem interesse pela nova vida, para a qual a voz inesperada de Deus convocou Abraão. O chamamento pede só uma resposta.
O relato nada nos diz das circunstâncias nas quais a voz foi escutada por Abraão; mas trata-se de um facto novo e irresistível, que situa, no núcleo da sua existência, uma promessa, um propósito e uma presença diferente. A palavra de Deus cria uma realidade nova na vida do patriarca.
A palavra pede-lhe que aceite a novidade absoluta: que vá para onde nunca tinha estado. Aqui começa a promessa de Deus que o há de levar até uma nova terra de promessa. A fé é a capacidade de arriscar o que conheces e está próximo pelo que ainda tem que ser dado por este inesperado falante.
A palavra convida Abraão a viver na esperança, a confiar em quem promete. A partir deste relato, a fé bíblica entra na dinâmica de um dom que ainda não tinha sido dado, de uma palavra que ainda não se tinha cumprido, de uma promessa que haveria de ser mantida. É a promessa de Deus, mantida pelo poder de Deus. A comunidade de Abraão é a beneficiária desta boa palavra, mas não é a administrador.
A promessa faz entrar uma bênção sem medida num mundo de maldição mortal. O caminho de Abraão terá consequências para todos os povos.
Abraão responde e a sua resposta recebe o nome de fé. A partir daí, começa uma viagem que será de novidade e de risco.

© Joan Ferrer, Misa dominical
© tradução e adaptação de Laboratório da fé, 2014
A utilização ou publicação deste texto precisa da prévia autorização do autor

Preparar o domingo segundo da Quaresma (Ano A), no Laboratório da fé, 2014

Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 13.3.14 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários