CELEBRAR O DOMINGO TERCEIRO DA QUARESMA

UMA LITURGIA SIMPLES E BELA

Apresentamos algumas sugestões para concretizar o fruto esperado deste ano pastoral: «uma liturgia simples e bela, sinal da comunhão entre Deus e os seres humanos».



O Senhor está ou não no meio de nós?

O terceiro domingo da Quaresma (Ano A) recorda-nos outro momento central da história da salvação: a saída do Egito e a passagem pelo deserto: «o povo israelita, atormentado pela sede, começou a altercar com Moisés». Também a samaritana vai ao poço de Jacob buscar água (evangelho). O povo de Israel e a samaritana são símbolos de todos nós e de toda a Humanidade, sempre inquietos à procura daquilo que desejamos e não temos: a realização, a vida, a felicidade. Mais ainda: a procura humana conduz-nos com frequência à deceção. O povo de Israel, marcado pelo sofrimento e pela deceção, diz uma frase impressionante: «O Senhor está ou não no meio de nós?». Também esta expressão nos representa a todos. Procuramos a vida, a justiça, a paz, a liberdade, pedimos ajuda a Deus, no meio do sofrimento e da deceção, questionamos porque é que Deus não intervém em nosso favor, pelo menos, em favor dos mais débeis, dos perseguidos injustamente, das vítimas de toda a espécie de opressão e violência. Como é possível que Deus fique calado perante tanto sofrimento?



A água da vida

O terceiro domingo da Quaresma (Ano A) é o domingo da água, o domingo onde a Palavra, verdadeira graça da Quaresma, é derramada «em nossos corações pelo Espírito Santo». Com efeito, para celebrar o primeiro escrutínio dos catecúmenos, a Igreja quer fazer-nos meditar no belo encontro de Jesus Cristo com a samaritana: junto ao poço de Jacob, Jesus Cristo revela-se como «uma nascente que jorra para a vida eterna». Melhor do que a água que brota do rochedo para saciar a sede do povo, Jesus Cristo dá-nos a beber uma água que nos sacia para sempre. A água do batismo que nos salva. A água da vida.



Arte de celebrar

AS ORAÇÕES. Em três momentos — abertura, apresentação dos dons, comunhão —, o presidente dirige-se a Deus, em nome da assembleia, convidando-a a unir-se em oração. O convite «Oremos» é seguido de um tempo de silêncio (infelizmente, muitas vezes esquecido), durante o qual todos se colocam em «atitude de oração». O presidente pode-se voltar para o altar ou para a cruz. Não se trata de dizer um texto, mas de rezar e de ajudar a entrar em oração. O tom de voz, a distância em relação ao microfone, a sua atitude interior e o seu gesto de estender ou elevar as mãos são elementos que podem favorecer a oração comunitária. A conclusão cantada também pode favorecer e suscitar a adesão mais unânime de toda a assembleia.



Fé celebrada com a comunidade

  • Os filhos de Israel, na travessia pelo deserto, não estão contentes. Deus salvou-os da escravidão do Egito, com a colaboração de Moisés. Mas parece não ter sido suficiente. Por isso, Deus vai matar a fome e saciar a sede do povo que caminha no deserto. Apesar da dureza do coração do povo, Deus aceita os seres humanos assim como são, ama-nos a todos. Deus sabe que, com a água viva do seu Espírito, até os corações mais endurecidos podem ser irrigados pelo seu amor. Há momentos em que nos sentamos como os peregrinos cansados ou perdidos no deserto. Temos sede de amor e de verdade. Deus está aí presente para nos guiar e saciar a nossa sede. Onde procuro a nascente para saciar a minha sede?
  • «Na fé de Israel, sobressai também a figura de Moisés, o mediador. O povo não pode ver o rosto de Deus; é Moisés que fala com Jahvé na montanha e comunica a todos a vontade do Senhor. Com esta presença do mediador, Israel aprendeu a caminhar unido» (Francisco, Carta Encíclica sobre a fé — «Lumen Fidei», 14). Ler ou reler os números 12 a 14 da Carta Encíclica sobre a fé.



Fé celebrada com a catequese

Ele está no meio de nós. É uma aclamação e afirmação que repetimos ao longo da eucaristia. Nela, reconhecemos que Jesus Cristo está presente na assembleia (Igreja) reunida, na Palavra proclamada, no Pão repartido... Ajudar as crianças a compreender esta presença de Deus através de Jesus Cristo, na celebração da eucaristia. E cada um poderá dizer, antes da bênção e do envio: O Senhor está no meio de nós!

© Laboratório da fé, 2014

Celebrar o domingo terceiro da Quaresma (Ano A), no Laboratório da fé, 2014


Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 22.3.14 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários