VIVER O DOMINGO DA APRESENTAÇÃO DE JESUS


SEMANA 2 A 8 DE FEVEREIRO DE 2014 — AO RITMO DA LITURGIA



Domingo, 2 — Malaquias 3, 1-4É COMO O FOGO DO FUNDIDOR

A festa da Apresentação de Jesus (no Templo) — também conhecida como a festa da Candelária ou da Luz — é uma das mais antigas do cristianismo. Celebra-se a dois de fevereiro, quarenta dias após o Natal (este ano coincide com o domingo). Esta festa transporta-nos para o reconhecimento da identidade de Jesus Cristo. O Menino que nasceu em Belém é o Filho de Deus, o redentor esperado por uma grande parte do povo de Israel. É Jesus Cristo, «luz das nações», que vem da parte de Deus para nos restituir a esperança. A aliança de Deus com a humanidade não é uma hipótese sem fundamento ou sem credibilidade. Jesus Cristo é a concretização da promessa de Deus, que nele se torna visível a todos os povos. Ele é mensageiro de Deus que se torna presente para reativar nos seres humanos a consciência da proximidade de Deus. É como uma luz que dá a conhecer o amor salvador de Deus.
Reconheço em Jesus Cristo a luz do mundo?
A resposta exige uma análise profunda das nossas opções diárias. O ser humano precisa de uma luz que dê sentido à vida, que purifique as «impurezas» (DOMINGO: «É como o fogo do fundidor») e as faltas de esperança.
Às escuras ficamos à deriva (SEGUNDA: «O Senhor olhe para a minha aflição»), sem saber para onde caminhar. Por outro lado, quando nos «agarramos» a outras luzes, que à primeira vista parecem ter grande brilho, logo constatamos que são luzes passageiras (TERÇA: «A vitória desse dia transformou-se em luto»), «que iluminam por breves instantes, mas são incapazes de desvendar a estrada» (Francisco, Carta Encíclica sobre a fé — «A luz da fé» [«Lumen Fidei» — LF], 3).
Apesar do «esquecimento» da luz de Deus, há uma promessa que não nos deixa na escuridão (QUARTA: «É grande a sua misericórdia»): Deus é fiel à Aliança, Deus é fiel à Pessoa Humana. Quando nos deixamos iluminar por esta luz — «a luz da fé» — (QUINTA: «Guarda os mandamentos do Senhor»), tudo se torna mais claro (SEXTA: «A obra do Senhor prosperará em suas mãos»), somos capazes de olhar a vida com sabedoria (SÁBADO: «Um coração sábio e esclarecido») e sentir a presença de Deus em nós.



Segunda, 3 – 2Samuel 15, 13-14.30; 16, 5-13a: FRAQUEZA HUMANA

Em elaboração...



Terça, 4 – 2Samuel 18, 9-10.14b.24-25a.30 – 19, 3ORAÇÃO

Em elaboração...



Quarta, 5 – 2Samuel 24, 2.8b-17MISERICÓRDIA

David, pequeno pastor, tornou-se um rei poderoso. Consciente da sua riqueza e poder, quer ter um «sinal» que confirme a sua grande soberania. Ordena a realização de recenseamento. Levado pelo orgulho, David parece ter-se esquecido que foi escolhido para uma missão que estava para além dele. O sucesso não é apenas uma obra sua, fruto dos seus esforços pessoais. Quando se apercebe, reconhece o erro e invoca a misericórdia divina: «É grande a sua misericórdia». Hoje, continuamos a cair na tentação de esquecermos a presença de Deus, que habita no coração da nossa vida, que nos impulsiona a seguir em frente, que nos apoia nas provações, que está na origem dos nossos sucessos? Encontremos tempo, neste dia, para lhe dar graças, reconhecer os erros, invocar a sua misericórdia, acolhermos o dom do Espírito Santo.



Quinta, 6 – 1Reis 2, 1-4.10-12FIDELIDADE

Ao aproximar-se o momento da sua morte, David dita as suas últimas palavras, o seu «testamento», ao seu filho Salomão. Não se trata de uma herança material. Mas de uma recomendação a deixar-se nortear por um princípio fundamental: «Guarda os mandamentos do Senhor». A fidelidade a Deus é apresentada como condição para uma vida feliz, cheia de prosperidade. A fidelidade consiste em deixar-me iluminar pela luz de Deus, «a luz da fé». Quando isso acontece, encontramos o verdadeiro caminho da vida. Qual é a minha «herança»? Hoje, deixo-me iluminar pela luz de Deus para ser fiel à sua Palavra.



Sexta, 7 – Isaías 53, 1-10: SALVAÇÃO

Em elaboração...



Sábado, 8 – 1Reis 3, 4-13SABEDORIA

Em elaboração...



© Laboratório da fé, 2014


Viver o domingo da Apresentação de Jesus (Ano A), no Laboratório da fé, 2014

Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 2.2.14 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários