MENSAGEM DO PAPA FRANCISCO PARA O DIA MUNDIAL DA PAZ


Resumo do número 10
«Há necessidade que a fraternidade seja descoberta, amada, experimentada, anunciada e testemunhada; mas só o amor dado por Deus é que nos permite acolher e viver plenamente a fraternidade». A falta de abertura a Deus empobrece a atividade humana e reduz a pessoa a «objeto passível de exploração». Por isso, a dimensão transcendente do ser humano nunca pode ser ignorada ou aniquilada, também no setor da política e da economia. Só assim «poderão ser instrumento eficaz de desenvolvimento humano integral e de paz». «Cristo veio ao mundo para nos trazer a graça divina, isto é, a possibilidade de participar na sua vida. Isto implica tecer um relacionamento fraterno, caracterizado pela reciprocidade, o perdão, o dom total de si mesmo, segundo a grandeza e a profundidade do amor de Deus». O mandamento do amor insere-se na boa nova trazida por Cristo, «que requer, de cada um, um passo mais, um exercício perene de empatia, de escuta do sofrimento e da esperança do outro, mesmo do que está mais distante de mim, encaminhando-se pela estrada exigente daquele amor que sabe doar-se e gastar-se gratuitamente» pelo bem dos outros. Esta atitude de serviço dirigida a todas as pessoas não é opcional. «O serviço é a alma da fraternidade que edifica a paz». «Que Maria, a Mãe de Jesus, nos ajude a compreender e a viver todos os dias a fraternidade que jorra do coração do seu Filho, para levar a paz a todo o homem que vive nesta nossa amada terra».

© Laboratório da fé, 2014



  • Texto completo da Mensagem > > >



Fraternidade, fundamento e caminho para a paz, Laboratório da fé, 2014
Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 10.1.14 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários