PREPARAR O DOMINGO TRIGÉSIMO TERCEIRO


A fé é perseverante ou é uma quimera. O evangelho do trigésimo terceiro domingo (Ano C) ao fazer a narração entrelaçada da destruição de Jerusalém e do seu Templo e do fim do mundo, apresenta uma afirmação decidida: «tudo será destruído». Mas depois suaviza com esta afirmação: «nenhum cabelo da vossa cabeça se perderá». Os textos bíblicos apocalíticos, como o do trigésimo terceiro domingo, não são um «filme de terror»; são um apelo à esperança, um grito de resistência no meio da injustiça generalizada. O justo há de saber que o mal não tem a última palavra, que Deus está do seu lado. O mais fácil é sucumbir à tentação da oferta de poder, à tentação de abandonar a fé e o que ela significa de projeto para mudar o mundo. Ir contra a corrente, em muitas ocasiões, pode significar sofrer maledicências, perseguição e, em alguns casos, a morte (pensemos no testemunho dos cristãos em países de maioria islâmica; ou no martírio que irmãos nossos estão a sofrer na América Latina por defenderem os pobres perante a exploração; ou o perigo que padecem muitos missionários e missionárias em diversos países; ou...).
A perseverança — não a resignação — é a chave. Uma perseverança que nasce da confiança (a fé) no Deus de Jesus. Nenhuma dificuldade pode destruí-la.

© Javier Velasco-Arias

© La Biblia compartida — blogue de Javier Velasco-Arias y Quique Fernández
© tradução e adaptação de Laboratório da fé, 2013
A utilização ou publicação deste texto precisa da prévia autorização do autor



  • Rezar o domingo a partir do evangelho > > >



Preparar o domingo trigésimo terceiro, Ano C, no Laboratório da fé

Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 15.11.13 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários