O DIA DO SENHOR


«Valorizar o domingo como centro de todo o ano litúrgico» — é o primeiro objetivo apresentado no programa pastoral (2013+14) da Arquidiocese de Braga. Com o intuito de «valorizar» o domingo, acompanhando os tempos litúrgicos, propomos um tema a partir da releitura da Carta Apostólica sobre a santificação do domingo — «O dia do Senhor» («Dies Domini»). Este itinerário tem como tema geral: «Não podemos viver sem o domingo!».

  • Domingo, dia da — até ao fim do Ano Litúrgico C > > >
  • Domingo, dia da Luz — Advento e Natal > > >
  • Domingo, dia do Batismo> > >
  • Domingo, dia da Palavra — do Batismo de Jesus até ao início da Quaresma > > >
  • Domingo, dia de Oração — Quaresma > > >
  • Domingo, dia da Ressurreição — Páscoa > > >
  • Domingo, dia da Igreja > > >
  • Domingo, dia de Descanso > > >
  • Domingo, dia de Solidariedade > > >



  • Não podemos viver sem o domingo! — textos publicados no Laboratório da fé > > >



O ponto de partida deste itinerário é retirado da mensagem de Dom Jorge Ortiga, Arcebispo, para este ano pastoral.: «[...] Porque acreditamos, desejamos celebrar a nossa fé neste Ano Litúrgico, uma vez que 'onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, Eu estou no meio deles!' (Mateus 18, 20). A liturgia não é outra coisa senão o celebrar a mesma fé em comunidade, na qual atualizamos a eficácia salvífica do mistério pascal de Cristo. Aliás, as ações litúrgicas não são meras ações privadas dos fiéis, mas celebrações reguladas pela Igreja, que é 'sacramento da unidade'. E de entre as diversas ações litúrgicas, há uma que, sem dúvida, se sobressai: a Eucaristia, pois nela se enaltece de um modo mais evidente a presença de Cristo, autêntico dom eucarístico, o qual nos 'comunica a própria vida divina'. Daí que, gostaria de recordar, toda a ação litúrgica, para ser bem celebrada, requer uma boa preparação a fim de ser verdadeiramente simples e bela. [...] A propósito, gostaria de recuperar uma música de um dos nossos compositores (M. Faria), na qual se diz na estrofe: 'Ir da missa para casa sem a Jesus receber, é como ter a mesa posta e recusar-se a comer!'. Sem o alimento eucarístico que sustenta a vida cristã, não teremos forças para exercer a caridade junto dos mais necessitados (Ano Social 2014-15). [...] Não se esqueçam: não podemos viver sem o Domingo!».

Laboratório da fé celebrada, 2013
Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 6.10.13 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários