La Biblia compartida — blogue de Javier Velasco-Arias y Quique Fernández

Uma leitura superficial do evangelho do vigésimo terceiro domingo (Ano C) pode-nos fazer pensar que Jesus pede a renúncia ao amor familiar para o seguir. Mas, curiosamente, também menciona a renúncia a si mesmo e a todos os bens. Tudo isto está envolvido por dois exemplos que falam da necessidade de «calcular», de «ponderar» antes de tomar uma decisão.
O seguimento de Jesus não é algo cultural (será que numa cultura distinta teria sido diferente, ou não?) ou que assumimos por costume familiar ou social. A opção cristã implica que Jesus seja para mim o «horizonte de compreensão», significa que tudo na minha vida está relacionado com a perspetiva do evangelho de Jesus. Ora, isto é uma escolha que implica cálculo e ponderação, não tem nada a ver com qualquer tipo de fundamentalismo, nem de cristianismo de costume ou cultural. Tudo fica relativizado perante alto tão imenso: esse é o sentido dos primeiros versículos do texto.
A determinação em seguir Jesus supõe mudar a nossa escala de valores: o amor de doação, gratuito, converte-se no «norte» da minha existência; o amor preferencial pelos pobres; a luta pela justiça; o considerar que cada ser humano é meu irmão ou minha irmã; a paixão pela Palavra de Deus; a relação íntima com Deus Pai...

© Javier Velasco-Arias

© tradução e adaptação de Laboratório da fé, 2013
A utilização ou publicação deste texto precisa da prévia autorização do autor



  • Reflexão diária a partir do evangelho > > >
  • Esse homem começou a edificar, mas não foi capaz de concluir > > >
  • Lucas 14, 25-33 — notas exegéticas > > >
  • A exigência do seguimento > > >
  • Quem... não renunciar a todos..., não pode ser meu discípulo > > >
  • Três condições... e um único benefício > > >



    Preparar o vigésimo terceiro domingo, ano C, no Laboratório da fé
    Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 6.9.13 | Sem comentários
    0 comentários:
    Enviar um comentário

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
    • Recentes
    • Arquivo
    • Comentários