La Biblia compartida — blogue de Javier Velasco-Arias y Quique Fernández

Deus é um pai amoroso que acolhe todas as pessoas, que está «louco de amor» por cada um de nós; mesmo que sejamos maus filhos, mesmo que nos custe aceitar o outro como irmão, porque é diferente, porque não é dos nossos, porque não é dos «bons»...
É um Pai que nos devolve a dignidade de «filhos de Deus», por muito que a tenhamos desbaratado; que está sempre à nossa espera com os braços abertos, que faz uma festa esplêndida quando voltamos, sem ter em conta o que fizemos, por mais grave que seja, por muito que se tenha sentido — com motivo — desprezado por mim e pela minha conduta. O que conta é o regresso. A alegria imensa é voltar a encontrar o filho, a filha, que se tinham perdido.
Mas também nos pede, aos que não saímos de casa, e que ainda não entendemos o amor gratuito do Pai, que tratemos o outro como irmão, como irmã: meu irmão, minha irmã. Ensina-nos a entender que o ser cristão ou ser cristã não é viver a vida de uma forma rotineira, seguir um costume, ir andando... A «Boa Notícia» de Jesus é que Deus é meu Pai e que cada ser humano é meu irmão. Isto é uma constatação e um desafio. Não posso ficar indiferente perante o que se passa com o meu irmão, com a minha irmã.

© Javier Velasco-Arias

© tradução e adaptação de Laboratório da fé, 2013
A utilização ou publicação deste texto precisa da prévia autorização do autor



  • Reflexão diária a partir do evangelho > > >
  • Haverá mais alegria no Céu por um só pecador que se arrenda > > >



Preparar o vigésimo quarto domingo, ano C, no Laboratório da fé
Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 12.9.13 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários