PREPARAR O DOMINGOvigésimo segundo domingo

1 DE SETEMBRO DE 2013

Evangelho segundo Lucas 14, 1.7-14

Naquele tempo, Jesus entrou, num sábado, em casa de um dos principais fariseus para tomar uma refeição. Todos O observavam. Ao notar como os convidados escolhiam os primeiros lugares, Jesus disse-lhes esta parábola: «Quando fores convidado para um banquete nupcial, não tomes o primeiro lugar. Pode acontecer que tenha sido convidado alguém mais importante do que tu; então, aquele que vos convidou a ambos, terá que te dizer: ‘Dá o lugar a este’; e ficarás depois envergonhado, se tiveres de ocupar o último lugar. Por isso, quando fores convidado, vai sentar-te no último lugar; e quando vier aquele que te convidou, dirá: ‘Amigo, sobe mais para cima’; ficarás então honrado aos olhos dos outros convidados. Quem se exalta será humilhado e quem se humilha será exaltado». Jesus disse ainda a quem O tinha convidado: «Quando ofereceres um almoço ou um jantar, não convides os teus amigos nem os teus irmãos, nem os teus parentes nem os teus vizinhos ricos, não seja que eles por sua vez te convidem e assim serás retribuído. Mas quando ofereceres um banquete, convida os pobres, os aleijados, os coxos e os cegos; e serás feliz por eles não terem com que retribuir-te: ser-te-á retribuído na ressurreição dos justos.



Quem se exalta será humilhado
e quem se humilha será exaltado

Enquanto caminha para Jerusalém, Jesus aproveita os factos quotidianos para instruir as pessoas. Nesta ocasião, Lucas descreve um convite festivo que recorda o género literário grego conhecido como «symposion» («simpósio»). O texto contém uma introdução histórica (versículo 1), um ensinamento sobre a humildade (versículos 7-11) e outro sobre a generosidade (versículos 12-14).
A introdução situa-nos num sábado, dia de festa. Depois do ofício sinagogal, era costume desfrutar de uma boa mesa. Jesus aceita com gosto o convite de um fariseu notável. Entre os comensais, respira-se um clima de expectativa («todos O observavam»).
Perante o comportamento de alguns incautos e vaidosos que, ao entrar na sala, imediatamente ocupavam os primeiros lugares, Jesus apresenta um conselho sapiencial tirado do livro dos Provérbios (25, 6-7). Mas o ensinamento de Jesus vai além de uma mera norma de conduta. Por isso, ato contínuo, pronuncia uma sentença que resume o coração do Evangelho: «Quem se exalta será humilhado e quem se humilha será exaltado» (cf. 1, 51-52).
O último ensinamento sobre a generosidade desinteressada é dirigido ao fariseu que o tinha convidado (versículos 12-14). Não se trata de uma crítica por parte de Jesus, mas de uma recomendação para não negociar com a generosidade, isto é, dar e dar-se sem calcular uma recompensa, confiando na generosidade de Deus que supera largamente a humana.

© tradução e adaptação de Laboratório da fé, 2013
A utilização ou publicação deste texto precisa da prévia autorização do autor



  • Reflexão diária a partir do evangelho > > >
  • Duas atitudes: humildade e hospitalidade > > >
  • Quando fores convidado para um banquete nupcial > > >
  • Serás feliz por eles não terem com que retribuir-te > > >
  • Repara, em casa, o que acontece à mesa > > >
  • Uma lição de humildade > > >
  • Convida os pobres > > >



Preparar o vigésimo segundo domingo, ano C, no Laboratório da fé
Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 30.8.13 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários