PREPARAR O DOMINGO: décimo nono domingo

11 DE AGOSTO DE 2013

Evangelho segundo Lucas 12, 32-48

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Não temas, pequenino rebanho, porque aprouve ao vosso Pai dar-vos o reino. Vendei o que possuís e dai-o em esmola. Fazei bolsas que não envelheçam, um tesouro inesgotável nos Céus, onde o ladrão não chega nem a traça rói. Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará o vosso coração. Tende os rins cingidos e as lâmpadas acesas. Sede como homens que esperam o seu senhor ao voltar do casamento, para lhe abrirem logo a porta, quando chegar e bater. Felizes esses servos, que o senhor, ao chegar, encontrar vigilantes. Em verdade vos digo: cingir-se-á e mandará que se sentem à mesa e, passando diante deles, os servirá. Se vier à meia-noite ou de madrugada, felizes serão se assim os encontrar. Compreendei isto: se o dono da casa soubesse a que hora viria o ladrão, não o deixaria arrombar a sua casa. Estai vós também preparados, porque na hora em que não pensais virá o Filho do homem». Disse Pedro a Jesus: «Senhor, é para nós que dizes esta parábola, ou também para todos os outros?». O Senhor respondeu: «Quem é o administrador fiel e prudente que o senhor estabelecerá à frente da sua casa, para dar devidamente a cada um a sua ração de trigo? Feliz o servo a quem o senhor, ao chegar, encontrar assim ocupado. Em verdade vos digo que o porá à frente de todos os seus bens. Mas se aquele servo disser consigo mesmo: ‘O meu senhor tarda em vir’, e começar a bater em servos e servas, a comer, a beber e a embriagar-se, o senhor daquele servo chegará no dia em que menos espera e a horas que ele não sabe; ele o expulsará e fará que tenha a sorte dos infiéis. O servo que, conhecendo a vontade do seu senhor, não se preparou ou não cumpriu a sua vontade, levará muitas vergastadas. Aquele, porém, que, sem a conhecer, tenha feito acções que mereçam vergastadas, levará apenas algumas. A quem muito foi dado, muito será exigido; a quem muito foi confiado, mais se lhe pedirá».



Estai vós também preparados

Continua a antologia dos ensinamentos de Jesus recolhidos por Lucas, no «caminho para Jerusalém», isto é, na parte central do evangelho. Os primeiros versículos do texto proposto para o décimo nono domingo (versículos 32-35) são a conclusão do evangelho de domingo passado sobre o valor das riquezas e servem de transição para o tema de hoje: o sentido escatológico da existência cristã. Em 12, 36-48, Lucas congrega quatro parábolas que pretendem despertar no crente uma atitude de vigilância perante a vinda do Senhor. Por outras palavras, o Senhor vem e é preciso estar sempre pronto para o receber.
A parábola dos servos que esperam o Senhor (versículos 36-38). Combinando características de diferentes parábolas, Lucas desenha a imagem da comunidade cristã. O Senhor que vem é, ao mesmo tempo, dono, esposo e servo. Os servos esperam-no em atitude de serviço («rins cingidos») e vigilância («lâmpadas acesas»). Permanecem despertos durante a noite («vigilantes»), mesmo que o Senhor tarde a chegar durante a madrugada.
A parábola do ladrão (versículos 39-40). Nela, Jesus alerta os desprevenidos. Há que vigiar permanente a casa, não só quando há perigo de ser assaltada. Um simples descuido pode ser fatal. O Senhor vem, mas não se sabe nem o dia nem a hora. Por isso, é preciso estar sempre vigilante.
A parábola do administrador fiel e prudente (versículos 41-46). Uma pergunta estranha de Pedro («É para nós... ou também para todos os outros?») introduz a parábola. A parábola refere-se a um mordomo ou intendente que, em proveito próprio, se pode aproveitar a ausência do dono; dirige-se a todos aqueles a quem foi confiado o cuidado da comunidade. Assim, o que vale para todos, com maior razão vale para os responsáveis.
A parábola do servo que conhece a vontade do dono (versículos 47-48). A sua finalidade é corroborar a parábola precedente e enfatizar a responsabilidade inerente ao ministério. A alguns, o Senhor pede-lhes mais.

© tradução e adaptação de Laboratório da fé, 2013
A utilização ou publicação deste texto precisa da prévia autorização do autor



  • Reflexão diária a partir do evangelho > > >
  • Felizes esses servos que o senhor ao chegar encontrar vigilantes > > >
  • Dar a volta aos binóculos > > >



Preparar o décimo nono domingo, ano C, no Laboratório da fé
Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 8.8.13 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários