Encuentros con la Palabra — blogue de Hermann Rodríguez Osorio

Um velho sábio de uma tribo estava a falar com os seus netos sobre a vida. As crianças queriam saber muitas coisas: como ser boas pessoas; porque é que há pessoas más; porque é que tinham intenções menos boas; etc. Ele disse-lhes: «Uma grande luta está a acontecer dentro de mim; é entre dois lobos. Um dos lobos é maldade, temor, ira, inveja, dor, rancor, avareza, arrogância, culpa, ressentimento, inferioridade, mentira, orgulho, rivalidade, superioridade, egoísmo. O outro é bondade, alegria, paz, amor, esperança, serenidade, humildade, doçura, generosidade, benevolência, amizade, empatia, verdade, compaixão, fé. Esta luta também está a acontecer dentro de vós, dentro da grande maioria dos seres da terra». Pensaram nisso durante um minuto e um dos netos perguntou ao avô: «Qual dos lobos ganhará?». E o velho respondeu: «simplesmente... aquele que alimentares».
Esta história revela a luta que existe no nosso interior e no mundo inteiro. Há duas forças que se confrontam entre si, que disputam as nossas decisões. Uma delas tem origem em Deus e a outra no pecado. Jesus diz-nos que não vem trazer a paz à terra entre estas duas forças; ele vem trazer o fogo. «A partir de agora, estarão cinco divididos numa casa: três contra dois e dois contra três. Estarão divididos o pai contra o filho e o filho contra o pai, a mãe contra a filha e a filha contra a mãe, a sogra contra a nora e a nora contra a sogra».
Jesus não está a falar de castigos ou maldições contra a humanidade. Está a falar desta luta que nos atravessa interiormente e que atravessa todas as nossas relações. Jesus não quer uma paz mal entendida entre estas forças que disputam as nossas decisões e que também ele as sentia. Uma paz a qualquer preço é um erro descomunal. Seja entre grupos sociais, entre as nossas próprias tendências interiores ou na relação de um casal. A paz a qualquer preço faz com que, muitas vezes, sejamos cúmplices do mal no mundo. Não podemos ser neutrais perante um conflito. Seguir Jesus supõe tomar partido pela justiça, o amor, a comunhão...
Por isso, a pergunta dos netos ao velho sábio também a podemos fazer nós hoje ao Senhor: «Qual dos dois lobos ganhará?». E a sábia resposta do avô será a que receberemos também nós: «Ganhará o lobo que alimentares no teu interior». Qual é o lobo que ti estás a alimentar?

© Hermann Rodríguez Osorio, SJ

© tradução e adaptação de Laboratório da fé, 2013
A utilização ou publicação deste texto precisa da prévia autorização do autor



  • Reflexão diária a partir do evangelho > > >



Preparar o vigésimo domingo, ano C, no Laboratório da fé
Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 16.8.13 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários