PREPARAR O DOMINGO: décimo sétimo domingo

28 DE JULHO DE 2013

Evangelho segundo Lucas 11, 1-13

Naquele tempo, estava Jesus em oração em certo lugar. Ao terminar, disse-Lhe um dos discípulos: «Senhor, ensina-nos a orar, como João Baptista ensinou também os seus discípulos». Disse-lhes Jesus: «Quando orardes, dizei: ‘Pai, santificado seja o vosso nome; venha o vosso reino; dai-nos em cada dia o pão da nossa subsistência; perdoai-nos os nossos pecados, porque também nós perdoamos a todo aquele que nos ofende; e não nos deixeis cair em tentação’». Disse-lhes ainda: «Se algum de vós tiver um amigo, poderá ter de ir a sua casa à meia-noite, para lhe dizer: ‘Amigo, empresta-me três pães, porque chegou de viagem um dos meus amigos e não tenho nada para lhe dar’. Ele poderá responder lá de dentro: ‘Não me incomodes; a porta está fechada, eu e os meus filhos estamos deitados e não posso levantar-me para te dar os pães’. Eu vos digo: Se ele não se levantar por ser amigo, ao menos, por causa da sua insistência, levantar-se-á para lhe dar tudo aquilo de que precisa. Também vos digo: Pedi e dar-se-vos-á; procurai e encontrareis; batei à porta e abrir-se-vos-á. Porque quem pede recebe; quem procura encontra e a quem bate à porta, abrir-se-á. Se um de vós for pai e um filho lhe pedir peixe, em vez de peixe dar-lhe-á uma serpente? E se lhe pedir um ovo, dar-lhe-á um escorpião? Se vós, que sois maus, sabeis dar coisas boas aos vossos filhos, quanto mais o Pai do Céu dará o Espírito Santo àqueles que Lho pedem!».



Pedi e dar-se-vos-á.

Continuamos o caminho para Jerusalém. O capítulo 11 de Lucas começa com três ensinamentos de Jesus sobre a oração, que constituem a página evangélica do décimo sétimo domingo: o Pai nosso (versículos 1-4), a parábola do amigo inoportuno (versículos 5-8) e um convite à oração (versículos 9-13). Trata-se de uma pequena catequese sobre a oração, uma das exigências fundamentais a nível individual e comunitário, dos seguidores de Jesus.
O texto começa com uma introdução narrativa, na qual Jesus é apresentado, segundo o modelo lucano, como o orante perfeito. Ao ver o Mestre a rezar, os discípulos sentem o desejo de fazer oração. Pedem-lhe uma oração distintiva e Jesus ensina-lhes uma oração ao Pai. Em vez da fórmula mais judaizante do «Pai nosso» segundo Mateus (6, 9-13), Lucas apresenta outra versão adaptada ao ambiente helenístico. A palavra essencial é «Pai», tradução do original aramaico utilizado por Jesus: «Abbá» (papá), que é a fórmula própria das crianças quando se dirigem ao próprio pai em casa. Ninguém antes dele tinha ousado dirigir-se assim a Deus.
A parábola que se segue à oração do «Pai» procura ilustrá-la indicando a atitude com que o orante se deve dirigir a Deus. Se a perseverança na oração é importante, ainda é o mais — é o que Lucas quer sublinhar — a certeza de ser escutados. Deus é um amigo autêntico a quem se pode «molestar» em horas intempestivas com a certeza de que sempre escutará a nossa súplica. Assim fez o amigo inoportuno e assim fez Abraão (na primeira leitura).
O último ensinamento de Jesus versa sobre a confiança na oração. Lucas insiste que a confiança, baseada na fé, é indispensável em toda a oração cristã. Deus não pode senão intervir em favor daqueles que se dirigem a ele com uma oração confiante, porque é Pai (versículo 13), porque é fiel às suas promessas, porque nos comunica o seu Espírito, o único dom que na realidade precisamos.

© tradução e adaptação de Laboratório da fé, 2013
A utilização ou publicação deste texto precisa da prévia autorização do autor



  • Reflexão diária a partir do evangelho > > >
  • O «Pai nosso» no evangelho segundo Lucas > > >
  • É de vida partilhada que as nossas vidas se alimentam > > >
  • O Pai do Céu dará o Espírito Santo àqueles que Lho pedem > > >
  • O pão nosso de cada dia nos dai hoje [1] > > >
  • O pão nosso de cada dia nos dai hoje [2] > > >



Preparar o décimo sétimo domingo, ano C, no Laboratório da fé
Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 26.7.13 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários