PROPOSTA PARA O DÉCIMO PRIMEIRO DOMINGO


Ao longo de várias semanas, seguindo a proposta de Miquel Raventós, na revista «Misa dominical», sugerimos um texto relacionado com o II Concílio do Vaticano para ser lido na eucaristia dominical: no final da homilia ou no silêncio da comunhão ou quando parecer mais oportuno...

No discurso de abertura do II Concílio do Vaticano (11 de outubro de 1962), encontramos estas palavras do papa João XXIII: «Parece-nos que devemos discordar desses profetas da desgraça, que anunciam acontecimentos sempre infaustos, como se estivesse iminente o fim do mundo».
Depois, ao falar da principal tarefa do Concílio, afirma que «o que mais importa ao Concílio Ecuménico é o seguinte: que o depósito sagrado da doutrina cristã seja guardado e ensinado de forma mais eficaz».
Por isso, insiste o Papa: «É nosso dever não só conservar este tesouro precioso, mas também [...] é necessário que esta doutrina [...] seja aprofundada e exposta de forma a responder às exigências do nosso tempo. Uma coisa é a substância do «depósito da fé», [...] e outra é a formulação com que são enunciadas as verdades da fé [...]. Será preciso atribuir muita importância a esta forma e, se necessário, insistir com paciência, na sua elaboração; e dever-se-á usar a maneira de apresentar as coisas que mais corresponda ao caráter prevalentemente pastoral».
Vale a pena pensar nisto... até porque já foi dito há cinquenta anos!
© tradução e adaptação de Laboratório da fé, 2013



  • Outros textos relacionados com esta proposta
    [1] [2]

Ano da fé (2012-2013), Papa Francisco
Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 15.6.13 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários