Maria tipo da Igreja como Virgem e Mãe


Pelo dom e missão da maternidade divina, que a une a seu Filho Redentor, e pelas suas singulares graças e funções, está também a Virgem intimamente ligada, à Igreja: a Mãe de Deus é o tipo e a figura da Igreja, na ordem da fé, da caridade e da perfeita união com Cristo, como já ensinava S. Ambrósio. Com efeito, no mistério da Igreja, a qual é também com razão chamada mãe e virgem, a bem-aventurada Virgem Maria foi adiante, como modelo eminente e único de virgem e de mãe. Porque, acreditando e obedecendo, gerou na terra, sem ter conhecido varão, por obra e graça do Espírito Santo, o Filho do eterno Pai; nova Eva, que acreditou sem a mais leve sombra de dúvida, não na serpente antiga, mas no mensageiro celeste. E deu à luz um Filho, que Deus estabeleceu primogénito de muitos irmãos (Romanos 8, 29), isto é, dos fiéis, para cuja geração e educação Ela coopera com amor de mãe (Constituição Dogmática sobre a Igreja — «Lumen Gentium», 63).

Mistérios a partir do texto da «Lumen Gentium»


  • PRIMEIRO MISTÉRIO: A MÃE DE DEUS É O TIPO E A FIGURA DA IGREJA
Os Padres conciliares atribuem a Maria a função de «tipo», isto é, de figura, «da Igreja». Maria é figura da Igreja pela santidade imaculada, a virgindade, o caráter esponsal e a maternidade. O Concílio convida-nos a reconhecer nela a figura visível da realidade espiritual da Igreja e, na sua maternidade, o anúncio da maternidade da Igreja. A perfeição que Deus conferiu a Maria adquire o seu significado mais autêntico se lida como prelúdio da vida divina na Igreja (João Paulo II, Audiência Geral de 6 de agosto de 1997).

  • SEGUNDO MISTÉRIO: MODELO EMINENTE E ÚNICO DE VIRGEM E MÃE
A maternidade de Maria é definida «eminente e única», pois constitui um facto singular e irrepetível: Maria, antes de exercer a sua função materna para com os homens, é a Mãe do Filho unigénito de Deus feito homem. A Igreja, ao contrário, é mãe enquanto gera espiritualmente Cristo nos fiéis, e portanto exerce a sua maternidade em relação aos membros do Corpo Místico. Assim, a Virgem constitui para a Igreja um modelo (João Paulo II, Audiência Geral de 13 de agosto de 1997).

  • TERCEIRO MISTÉRIO: ACREDITANDO E OBEDECENDO, GEROU O FILHO
A fé e a obediência de Maria na Anunciação constituem para a Igreja virtudes a imitar e, num certo sentido, dão início ao seu itinerário materno no serviço aos humanos chamados à salvação. A Igreja, ao contemplar Maria, imita-lhe a caridade, o fiel acolhimento da Palavra de Deus e a docilidade no cumprimento da vontade do Pai. Realiza, seguindo o exemplo da Virgem, uma fecunda maternidade espiritual (João Paulo II, Audiência Geral de 13 de agosto de 1997).

  • QUARTO MISTÉRIO: NOVA EVA, ACREDITOU
Maria é a «nova Eva», na qual se realizou a «plenitude do tempo», predestinado por Deus Pai para enviar o Seu Filho Unigénito ao mundo. É em Maria que a Igreja aponta o exemplo do mais digno modo de receber no nosso espírito o Verbo de Deus. E ainda é nela que os cristãos podem admirar o exemplo de como realizar, com humildade insigne e grandeza de ânimo, a missão que a cada um neste mundo Deus confia, em ordem à sua própria salvação eterna e à do próximo (Paulo VI, Exortação Apostólica consagrada ao culto da Virgem Maria, Mãe da Igreja e modelo de todas as virtudes — «Signum Magnum», 10).

  • QUINTO MISTÉRIO: COOPERA COM AMOR DE MÃE
Ao mostrar-se como mãe de todos os crentes, Maria suscita neles relações de autêntica fraternidade espiritual e de diálogo incessante. A experiência quotidiana de fé, em cada época e em todos os lugares, põe em evidência o facto de muitos precisarem de confiar a Maria as necessidades da vida quotidiana, abrindo confiantes o seu coração para pedirem a sua intercessão materna e obterem a sua alentadora proteção (João Paulo II, Audiência Geral de 13 de agosto de 1997).

  • ORAÇÃO PARA TODOS OS DIAS > > >
  • TEMA GERAL DO MÊS DE MARIA 2013 > > >
© Laboratório da fé, 2013

Maio, mês de Maria, 2013 — Laboratório da fé


Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 20.5.13 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários