Maria na Anunciação


Consideram com razão os santos Padres que Maria não foi utilizada por Deus como instrumento meramente passivo, mas que cooperou livremente, pela sua fé e obediência, na salvação dos homens. Como diz Santo Ireneu, «obedecendo, ela tornou-se causa de salvação, para si e para todo o género humano». Eis porque não poucos, Padres afirmam com ele, nas suas pregações, que «o nó da desobediência de Eva foi desatado pela obediência de Maria; e aquilo que a virgem Eva atou, com a sua incredulidade, desatou-o a virgem Maria com a sua fé»; e, por comparação com Eva, chamam Maria a «mãe dos vivos» e afirmam muitas vezes: «a morte veio por Eva, a vida veio por Maria» (Constituição Dogmática sobre a Igreja — «Lumen Gentium», 56).

Mistérios a partir do texto da «Lumen Gentium»


  • PRIMEIRO MISTÉRIO: FÉ E OBEDIÊNCIA
O consentimento de Maria é consentimento de fé. Encontra-se na linha da fé: fé generosa, que se abre à Palavra de Deus, que acolhe a vontade de Deus, qualquer que seja e onde quer que se manifeste; fé forte, que supera todas as dificuldades, as incompreensões e as crises; fé operosa, alimentada como viva chama de amor, que deseja colaborar fortemente com os desígnios de Deus sobre nós. Cada um de nós deve estar pronto a responder, como Maria, na fé e na obediência, para cooperar na edificação do Reino de Deus (João Paulo II, Audiência Geral de 25 de março de 1981).

  • SEGUNDO MISTÉRIO: CAUSA DE SALVAÇÃO
Santo Ireneu afirmou: Maria «tornou-se causa de salvação para todo o género humano» e o seio puro da Virgem «regenera os homens em Deus». Fazem-lhe eco Santo Ambrósio que afirma: «Uma Virgem gerou a salvação do mundo, uma Virgem deu a vida a todas as coisas», e outros Padres que dão a Maria o título de «Mãe da salvação». Santo Anselmo assim se dirige a Maria: «Tu és a mãe da salvação e dos salvados» (João Paulo II, Audiência Geral de 17 de setembro de 1997).

  • TERCEIRO MISTÉRIO: NOVA EVA
Na simplicidade da casa de Nazaré, Maria vive o «resto» puro de Israel, do qual Deus quer fazer renascer o seu povo, como uma árvore nova que estenderá os seus ramos no mundo inteiro, oferecendo a todos os homens frutos bons de salvação. Diferentemente de Adão e Eva, Maria permanece obediente à vontade do Senhor, pronuncia o seu «sim» total e põe-se plenamente à disposição do desígnio divino. É a nova Eva, verdadeira «mãe de todos os vivos», isto é, de quantos pela fé em Cristo recebem a vida eterna (Bento XVI, Angelus de 8 de dezembro de 2009).

  • QUARTO MISTÉRIO: MÃE DOS VIVOS
A Virgem Maria «cooperou livremente, pela sua fé e obediência, na salvação dos homens». Pronunciou o seu «faça-se em mim segundo a tu palavra» em nome de toda a humanidade: pela sua obediência, tornou-se a nova Eva, mãe dos vivos (Catecismo da Igreja Católica, 511). A sua maternidade, aceite livremente por obediência ao desígnio divino, converte-se em fonte de vida para a humanidade inteira (João Paulo II, Audiência Geral de 18 de setembro de 1996).

  • QUINTO MISTÉRIO: A VIDA VEIO POR MARIA
Hoje, começa a Semana da Vida, este ano sob o tema: «Dá mais vida à tua vida». A colaboração de Maria no projeto salvador de Deus aponta para nós o caminho da vida em abundância oferecida a toda a humanidade. O «sim» de Maria abre-nos as portas da vida, graças à encarnação de Jesus Cristo. Por isso, Maria é verdadeiramente a Mãe da Vida. Agora, é responsabilidade de cada um de nós fazer com que a vida seja sempre respeitada em todas as circunstâncias.

  • ORAÇÃO PARA TODOS OS DIAS > > >
  • TEMA GERAL DO MÊS DE MARIA 2013 > > >
© Laboratório da fé, 2013

Maio, mês de Maria, 2013 — Laboratório da fé


Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 12.5.13 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários