Mês de maio, Mês de Maria


Oração a partir do texto da Lumen Gentium 60 e 62

Santíssima Virgem Maria:
Tu és invocada na Igreja com os títulos de
Advogada, Auxiliadora, Amparo e Medianeira.
Mas isto deve entender-se de modo que nada tire nem acrescente
à dignidade e à eficácia de Cristo, Mediador único.
Salve, Regina! Salve, Regina! 
Ora pro nobis, Maria! (bis)

A tua maternidade, na ordem da graça, perdura sem cessar,
desde o consentimento que prestaste fielmente na Anunciação
e mantiveste sem vacilar ao pé da cruz,
até à consumação final de todos os eleitos.

Depois de elevada ao céu, não abandonaste essa missão salutar;
mas, pela tua intercessão,
continuas a obter-nos os dons da salvação eterna.

Com o teu amor de Mãe, cuidas dos irmãos de teu Filho,
que ainda peregrinam e se debatem entre perigos e angústias,
até serem conduzidos à Pátria feliz.

Nenhuma criatura pode colocar-se no mesmo plano
que o Verbo Incarnado e Redentor;
mas, a única mediação do Redentor não exclui,
antes suscita nas criaturas uma cooperação diversa,
embora a participar de Cristo, fonte única.

Maria, a tua salutar influência em nosso favor
não é imposta por nenhuma necessidade intrínseca,
mas sim por livre escolha de Deus.

Dimana da superabundância dos méritos de Cristo,
funda-se na sua mediação, dela depende absolutamente
e dela tira toda a sua eficácia.

E, longe de impedir, fomenta ainda mais
o contacto imediato dos fiéis com Cristo.

A Igreja não hesita em atribuir-te, Maria,
uma função assim subordinada.
Além de a sentir, até a recomenda ao amor dos fiéis,
para que eles, apoiados na tua proteção maternal,
se unam mais intimamente ao seu Mediador e Salvador.
Regina coeli, laetare. Aleluia!

© Lopes Morgado

Maio, mês de Maria, 2013 — Laboratório da fé
Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 19.5.13 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários