A 15 de maio de 1994 celebrou-se pela primeira vez o Dia Internacional da Família, por iniciativa da Assembleia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas), através da Resolução 47/237 de 20 de setembro de 1993. Entre outros objetivos, a celebração deste dia pretende: destacar importância da família na estrutura do núcleo familiar e o seu relevo na base da educação infantil; reforçar a mensagem de união, amor, respeito e compreensão necessárias para o bom relacionamento de todos os elementos que compõem a família; chamar a atenção da população para a importância da família como núcleo vital da sociedade e para seus direitos e responsabilidades desta; sensibilizar e promover o conhecimento relacionado com as questões sociais, económicas e demográficas que afetam a família.
Neste ano de 2013, o tema proposto está relacionado com a maternidade: «Mães e familiares: desafios num mundo em transformação». Publicamos a seguir a Mensagem do Secretário-Geral.

O Dia Internacional das Famílias deste ano, cuja celebração está subordinada ao tema «Mães e familiares: desafios num mundo em transformação», centra-se no papel essencial das mães no seio das famílias e comunidades em todo o mundo.
As mães desempenham um papel crucial na família, a qual representa, por sua vez, um fator poderoso de coesão e integração social. A relação entre mãe e filhos é vital para o desenvolvimento saudável dos filhos. As mães não são apenas prestadoras de cuidados; são elas também, em muitos casos, elas que provêm ao sustento das suas famílias. No entanto, as mulheres continuam a enfrentar enormes desafios durante a maternidade, alguns dos quais põem até a sua vida em risco.
O parto, que deveria ser um motivo de celebração, é um enorme risco para a saúde de demasiadas mulheres dos países em desenvolvimento. O Objetivo de Desenvolvimento do Milénio em relação ao qual menos avanços se têm registado é aquele que consiste em melhorar a saúde materna. Uma mulher de um país menos avançado tem 300 vezes mais probabilidades de morrer durante o parto ou devido a complicações relacionadas com o mesmo do que uma mulher de um país desenvolvido. É preciso tornar a gravidez e os partos mais seguros, dotando os sistemas de saúde de serviços de planeamento familiar, assegurando que os partos sejam assistidos por um profissional de saúde e disponibilizando cuidados obstétricos urgentes.
A violência contra as mulheres, muitas das quais são mães, continua a ser uma das violações mais comuns dos direitos humanos do nosso tempo. Tem múltiplas consequências: põe em perigo a vida de mulheres e raparigas, causa danos às suas famílias e comunidades e provoca estragos no tecido social. Eliminar e prevenir a violência contra as mulheres deveria ser uma prioridade fundamental de todos os países.
Devemos também assegurar o acesso universal à educação. Os benefícios da educação das mulheres e raparigas estendem-se não só à sua família mas também ao seu país, libertando o potencial das mulheres no que se refere a contribuírem para esforços de desenvolvimento amplos. As estatísticas também mostram que é muito mais provável que as mães instruídas mantenham os filhos na escola, o que significa que os benefícios da educação se fazem sentir na geração seguinte.
Ao mesmo tempo que nos esforçamos por apoiar as mães como prestadoras de cuidados, devemos formular e alargar políticas e serviços favoráveis à família, tais como creches, que reduziriam uma parte do fardo que recai sobre as mulheres. Tanto as mulheres como os homens necessitam de um apoio público mais forte para dividir de uma forma equitativa o trabalho e as responsabilidades familiares. As famílias construídas com base no reconhecimento de igualdade entre mulheres e homens contribuirão para que as sociedades sejam mais estáveis e produtivas.
Enfrentamos múltiplos desafios neste mundo em transformação, mas há um fator que se mantém: a importância intemporal das mães e o seu contributo inestimável para a formação da próxima geração. Reconhecendo os seus esforços e melhorando as suas condições de vida, poderemos assegurar um futuro melhor para todos.

15 de maio de 2013

Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 15.5.13 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários