Nihil Obstat — blogue de Martín Gelabert Ballester

Além das situações familiares referidas numa reflexão anterior, há outras realidades familiares, que atualmente são menos faladas entre os cristãos. O Papa Bento XVI referiu-se, em várias ocasiões, à «nova família» que Jesus veio criar. Nova sim, porque o casamento de um homem com uma mulher não era no tempo de Jesus uma realidade nova; existe praticamente desde que existem seres humanos e foi sempre considerado pela Igreja como uma realidade natural, querida e abençoada por Deus. Mas com Jesus aparece um «novo» tipo de família, porque rompe com os cânones dessa família fundada na carne e no sangue.
A família que Jesus pretende, para além de qualquer outra consideração, é a que se fundamenta na fé e no amor. «Quem são a minha mãe e os meus irmãos?» — pergunta um dia Jesus de forma provocatória, precisamente diante da sua família carnal. E o próprio Jesus, apontando para outros que não eram da sua família carnal, referiu-se aos que escutavam a sua palavra, dizendo: «Estes são a minha mãe e meus irmãos: os que escutam a Palavra de Deus e a põem em prática».
Todas as pessoas são convidadas a fazer parte desta nova família de Jesus. Ao longo da história, alguns homens e algumas mulheres quiseram imitar mais de perto este novo tipo de família de Jesus, essa fraternidade não fundamentada na carne, mas no amor; e, assim, criaram-se famílias de homens e de mulheres celibatários, que queriam com este sinal do celibato «repetir» nas suas vidas o celibato de Jesus, mostrando assim qual é a nova família querida por Jesus. É uma pena que quando se fala de família na Igreja, nos tempos atuais, parece que só se pensa num possível tipo de família.

© Martín Gelabert Ballester, OP

© tradução e adaptação de Laboratório da fé, 2013
A utilização ou publicação deste texto precisa da prévia autorização do autor



Nihil obstat - www.laboratoriodafe.net
Martín Gelabert Ballester, frade dominicano, nasceu em Manacor (Ilhas Baleares) e reside em Valencia (Espanha). É autor do blogue «Nihil Obstat» (em espanhol), que trata de questões religiosas, teológicas e eclesiais. Pretende ser um espaço de reflexão e diálogo. O autor dedica o seu tempo à pregação e ao ensino da teologia, especialmente antropologia teológica e teologia fundamental. 
Outros artigos publicados no Laboratório da fé


Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 5.5.13 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários