«Um livro que explora o essencial daquilo que faz a vida de família»


A vida conjugal


Christine Ponsard, mãe de família e jornalista, escreveu uma obra intitulada «A fé em família» (ed. Paulinas, Prior Velho 2007) onde apresenta referências e conselhos sobre um grande número de questões que preocupam as famílias cristãs.

No segundo capítulo, aborda o tema da vida conjugal, tendo como base o casamento, «fundamento da família». A autora refere-se ao casamento como um acontecimento para toda a vida, «como um tesouro imenso, em que os esposos podem vir beber». E acrescenta: «Tomemos o hábito de falar do matrimónio e de dar testemunho do nosso casamento como de uma força para todos os dias, como de um Amor que alimenta o nosso amor» (34).
Na mesma linha, aborda as palavras pronunciadas no dia do casamento, para esclarecer que «os esposos são um presente um para o outro, um pelo outro. [...] Todas as manhãs, Deus oferece-me o meu cônjuge como um dom de amor, todas as manhãs, Ele convida-me a recebê-lo como esposo» (35).
O terceiro ponto do capítulo é dedicado ao «CPR» do casamento: Conversar, Perdoar, Rezar.
«Poder-se-á dizer tudo entre os esposos?» — pergunta Christine Ponsard a finalizar este segundo capítulo. O tema da comunicação entre o casal, como fator de comunhão, domina a reflexão: «É sensato marcar encontros, mesmo quando os dois cônjuges se veem todos os dias! Esses encontros podem ser simplesmente uma noite por semana, na qual, custe o que custar, se recusa qualquer reunião e qualquer convite; um fim de semana por trimestre, em que se pede a alguém que fique com os filhos, para se poder estar a sós; alguns dias de férias, como uma pequena viagem de núpcias, renovada cada ano» (40).

© Laboratório da fé, 2013


  • Outros capítulos analisados no Laboratório da fé > > >

Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 16.5.13 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários