Domingo da quarta semana de Páscoa

Evangelho segundo João 10, 27-30

Naquele tempo, disse Jesus: «As minhas ovelhas escutam a minha voz. Eu conheço as minhas ovelhas e elas seguem-Me. Eu dou-lhes a vida eterna e nunca hão-de perecer e ninguém as arrebatará da minha mão. Meu Pai, que Mas deu, é maior do que todos e ninguém pode arrebatar nada da mão do Pai. Eu e o Pai somos um só».

Escutar a voz com alegria

«As minhas ovelhas escutam a minha voz» — escutamos na breve passagem do evangelho segundo João. Neste quarto domingo de Páscoa — o «Domingo do Bom Pastor» — as palavras de Jesus Cristo são dirigidas aos que conhecem a sua voz e a reconhecem. Podemos dizer que nós, no meio de tantas vozes, conhecemos e reconhecemos as palavras de Jesus Cristo. Escutamo-las em cada domingo. E sempre que dedicamos algum tempo a ler uma passagem do Evangelho.
As palavras de Jesus Cristo são sempre uma Boa Nova. Uma Boa Nova que se manifesta na alegria com que é acolhida, como nos testemunha a primeira leitura: «Ao ouvirem estas palavras, os gentios encheram-se de alegria. [...] Entretanto, os discípulos estavam cheios de alegria». Ora, esta Palavra continua a ser uma Boa Notícia para nós, especialmente neste tempo de Páscoa. 


Seguir o Bom Pastor

Hoje, «domingo do Bom Pastor», as palavras de Jesus Cristo dirigem-se a todos, embora ainda haja quem não as tenha escutado. Há irmãos nossos que ainda não tiveram ocasião de saborear esta mensagem cheia de alegria e de vida para quem a acolhe com fé. «As minhas ovelhas escutam a minha voz». Não se trata apenas de ouvir. Trata-se de escutar. A maioria das vezes ouvimos, mas apenas aceitamos o que está de acordo com os nossos interesses. Não estamos abertos à novidade, sobretudo quando a novidade nos obriga a abandonar os nossos esquemas, as nossas seguranças. Escutar significa aproximar-se e acolher o que é dito, mesmo que isso exija mudanças importantes no nosso estilo de vida. «Eu conheço as minhas ovelhas e elas seguem-Me» — acrescenta Jesus Cristo. É preciso entrar nesta (nova) dinâmica! Esta é a primeira decisão de um cristão. A decisão que muda tudo: começar a viver de forma nova a adesão a Jesus Cristo. Escutar a voz de Jesus Cristo é assumir o compromisso de a exercitar: vivê-la no nosso dia a dia. 
Hoje, queremos agradecer a Deus por todos os que nos ensinaram a escutar e a reconhecer a voz de Jesus Cristo: os nossos pais, catequistas, párocos, religiosas e religiosos, missionárias e missionários, leigos comprometidos na missão evangelizadora da Igreja. Ensinaram-nos que a voz do Bom Pastor pode ser escutada através das Sagradas Escrituras, através dos evangelhos. E também através de tantas situações vividas no nosso quotidiano. 

Continuar a missão

O que posso fazer para continuar a missão de Jesus Cristo? Em primeiro lugar, dispor-me a escutar a sua voz. Escutar no sentido apresentamos: acolher o que é dito, mesmo que isso exija mudanças importantes. Recordemos a Mensagem do Papa Bento XVI para este Dia Mundial de Oração pelas Vocações: «Hoje, Jesus, o Ressuscitado, passa pelas estradas da nossa vida. É precisamente no nosso dia a dia que Ele continua a dirigir-nos a sua palavra; chama-nos a realizar a nossa vida com Ele. Ele chama também hoje a segui-l’O. E este apelo pode chegar em qualquer momento. Segui-l’O significa entranhar a própria vontade na vontade de Jesus, dar-Lhe verdadeiramente a precedência, antepô-l’O a tudo o que faz parte da nossa vida: família, trabalho, interesses pessoais, nós mesmos. Significa entregar-Lhe a própria vida, viver com Ele em profunda intimidade». O que posso fazer para continuar a missão de Jesus Cristo?

© Laboratório da fé, 2013

Círio Pascal - rebanho - Pastor - desenho de fano


Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 21.4.13 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários