Reconhecer como único Deus verdadeiro
ao Pai de Jesus é perigoso e incómodo.
Porque me obriga a cortar com todos os falsos deuses 
em que pus a minha esperança: 
a aparência, o prazer, o dinheiro… 
Porque me obriga a viver a vida 
com responsabilidade e entusiasmo.

Tu e só Tu, Deus verdadeiro,
és tudo o que quero,
tudo o que espero,
tudo o que procuro,
tudo o que amo.

«Rezar na Quaresma - Ano C»
© 2013 Rui Alberto
© 2013 Edições Salesianas

— Este texto faz parte do livro «Rezar na Quaresma - Ano C» das Edições Salesianas,
a quem agradecemos a autorização para publicar no «Laboratório da fé»;
qualquer forma de reprodução ou distribuição deste texto precisa de autorização —

Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 8.3.13 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários