— Todo tiene su momento - blog de Pedro Jaramillo —

Quinta-feira da quarta semana


— Evangelho segundo João 5, 31-47

Naquele tempo, Jesus disse aos judeus: «Se Eu der testemunho de Mim mesmo, o meu testemunho não será considerado verdadeiro. É outro que dá testemunho de Mim e Eu sei que o testemunho que Ele dá de Mim é verdadeiro. Vós mandastes emissários a João Baptista e ele deu testemunho da verdade. Não é de um homem que Eu recebo testemunho, mas digo-vos isto para que sejais salvos. João era uma lâmpada que ardia e brilhava e vós, por um momento, quisestes alegrar-vos com a sua luz. Mas Eu tenho um testemunho maior que o de João, pois as obras que o Pai Me deu para consumar – as obras que realizo – dão testemunho de que o Pai Me enviou. E o Pai, que Me enviou, também Ele deu testemunho de Mim. Nunca ouvistes a sua voz, nem vistes a sua figura e a sua palavra não habita em vós, porque não acreditais n’Aquele que Ele enviou. Examinais as Escrituras, pensando encontrar nelas a vida eterna; são elas que dão testemunho de Mim e não quereis vir a Mim para encontrar essa vida. Não é dos homens que Eu recebo glória; mas Eu conheço-vos e sei que não tendes em vós o amor de Deus. Vim em nome de meu Pai e não Me recebeis; mas se vier outro em seu próprio nome, recebê-lo-eis. Como podeis acreditar, vós que recebeis glória uns dos outros e não procurais a glória que vem só de Deus? Não penseis que Eu vou acusar-vos ao Pai: o vosso acusador será Moisés, em quem pusestes a vossa esperança. Se acreditásseis em Moisés, acreditaríeis em Mim, pois ele escreveu a meu respeito. Mas se não acreditais nos seus escritos, como haveis de acreditar nas minhas palavras?».

— «As obras que o Pai Me deu para consumar – as obras que realizo – 

      dão testemunho de que o Pai Me enviou»

«Dar testemunho» neste contexto significa «avalizar». Ter testemunhos que avalizam a própria palavra e a missão era uma maneira de mostrar validade perante os ouvintes. O testemunho sobre Jesus é dado por «outro»: na primeira afirmação esse «outro» já se refere ao Pai.
Testemunho de Jesus também foi dado por João: apresentou-o como aquele que havia de vir. Era um testemunho humano. Jesus não se apoia nele, mas pode ajudar à salvação dos seus ouvintes.
O testemunho do Pai concretiza-se nas «obras» de Jesus. São obras realizadas em comunhão com o Pai. Testemunham que Jesus é enviado pelo Pai.
O «maior testemunho» concentra-se todo no Pai. É o Pai que envia Jesus.

— Sinais para o caminho de fé

  • A confissão de fé em Jesus Cristo está sempre unida à referência ao Pai. Jesus remete-nos para ele, que é quem o envia.
  • A origem da salvação é o Pai que «amou tanto o mundo que lhe enviou o seu Filho, para que o mundo seja salvo».
  • O testemunho sobre Jesus, das suas palavras e obras, é-nos dado pelo Pai através do Espírito Santo.
  • As frequentes referências de Jesus à sua condição de «Enviado» são referências trinitárias.
  • No nível humano do testemunho de João sobre Jesus está também o nosso testemunho pessoal e da comunidade eclesial. Damo-lo quando fazemos credível a fé que professamos.
© Pedro Jaramillo
© tradução e adaptação de Laboratório da fé, 2013
— a utilização ou publicação deste texto precisa da prévia autorização do autor —




Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 14.3.13 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários