explicação dos símbolos

O brasão do Papa Francisco segue, no essencial, os símbolos escolhidos aquando da sua ordenação episcopal. Caracteriza-se pela simplicidade, agora com os elementos papais (chaves) na mesma linha de Bento XVI (que já tinha adoptado a mitra em vez da tiara).

Escudo 
O escudo tem um fundo azul. No topo, surge o símbolo da Companhia de Jesus (Jesuítas), a ordem religiosa de onde provém o Papa Francisco: um sol radiante com as letras IHS ao centro (um cruz por cima da letra «H» e três pregos por baixo).
Em baixo, do lado esquerdo, tem uma estrela (de acordo com a antiga tradição simboliza Maria, Mãe de Jesus Cristo e da Igreja) de oito pontas: as oito bem-aventuranças.
Também em baixo, mas do lado direito, está uma flor de nardo (de acordo com a tradição hispánica simboliza José, esposo de Maria, pai adotivo de Jesus, patrono da Igreja).

Lema
O lema é retirado das Homilias de São Beda, o Venerável (Hom. 21, CCL 122, 149-151), que, ao comentar a vocação de Mateus escreve: «Vidit ergo lesus publicanum et quia miserando atque eligendo vidit, ait illi Sequere me» (Jesus viu um publicano e compadeceu-Se dele; escolheu-o e disse-lhe: Segue-me). 
O dia litúrgico em honra de Mateus tem um significado especial para o Papa Francisco. Na verdade, no dia 21 de setembro de 1953, Jorge Bergoglio, jovem de 17 anos, sentiu-se tocado pela misericórdia divina e decidiu entrar para a Companhia de Jesus.

Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 27.3.13 | Sem comentários
Categorias:
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários