— Terça-feira da primeira semana da Quaresma —


— Evangelho segundo Mateus 6, 7-15

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Quando orardes, não digais muitas palavras, como os pagãos, porque pensam que serão atendidos por falarem muito. Não sejais como eles, porque o vosso Pai bem sabe do que precisais, antes de vós Lho pedirdes. Orai assim: ‘Pai nosso, que estais nos Céus, santificado seja o vosso nome; venha a nós o vosso reino; seja feita a vossa vontade assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido; e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal’. Porque se perdoardes aos homens as suas faltas, também o vosso Pai celeste vos perdoará. Mas se não perdoardes aos homens, também o vosso Pai não vos perdoará as vossas faltas».

— Se perdoardes aos homens as suas faltas, 

      também o vosso Pai celeste vos perdoará

Uma mãe de família cujo filho cumpria uma pena na prisão assumiu o compromisso de o ir visitar o maior número de vezes possível. Agora entendo o que ela dizia: «É o meu filho: não posso deixar de o amar».
Perdoar é, primeiro, tentar compreender o que está mal e porque é que esse mal foi feito; é, depois, não desejar vingar-se por causa do dano causado; é rezar por que aquele que o cometeu e querer-lhe bem; é iniciar uma reconciliação no diálogo com ele; é deixar claro que não lhe exijo nada e que existe uma amizade, até mesmo um amor para oferecer... Que nível de perdão dado aos outros!
O que Jesus ensina é que o Pai perdoará com a mesma medida que nós usamos para perdoar aos outros. E mostra-o quando ensina a rezar dizendo: «Pai nosso...». O que admira é que o Mestre não explica as outras partes do «Pai nosso». Ele detém-se apenas naquela que diz: «Perdoai-nos [...] como nós perdoamos...». Será isto uma indicação sobre a importância dada ao perdão na vida cristã?
O que é que nos faz perdoar? A quem devemos perdoar? Até que nível de perdão podemos ir? Qual é a medida do perdão que usamos? Aproxima-se o mais possível daquela que Deus vai usar para nos perdoar? O perdão de Deus é tão grande que nenhuma falta o pode deter! Até quando morria na cruz, implorou o perdão para aqueles que o tinham crucificado.

Senhor Jesus, eu quero seguir-te.
Ensina-me a perdoar.
Dá-me a força e a generosidade para perdoar até ao fim.

© Denise Lamarche, «Vie Liturgique», Novalis - Bayard Presse Canada inc
© Tradução e adaptação de Laboratório da fé, 2013
— a utilização ou publicação deste texto precisa da prévia autorização —

Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 19.2.13 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários