Detestamos a sensação de culpa. 
«A culpa morre sempre solteira». 
Por vergonha, 
porque o pecado belisca a nossa auto-imagem… 
sabe-se lá. 
Teremos ainda a coragem de sermos honestos 
e sinceros perante Deus e a nossa consciência? 
Teremos ainda a força para assumirmos o nosso pecado? 
Teremos ainda a esperança de Lhe pedir perdão?

Ensina-me, Senhor,
a pedir o teu perdão.
Tira-me das minhas falsidades
para que Te possa encontrar.
Mantém-me aberto
à tua novidade que tudo renova.
Ajuda-me a aceitar a tua luz.

«Rezar na Quaresma - Ano C»
© 2013 Rui Alberto
© 2013 Edições Salesianas

— Este texto faz parte do livro «Rezar na Quaresma - Ano C» das Edições Salesianas,
a quem agradecemos a autorização para publicar no «Laboratório da fé»;
qualquer forma de reprodução ou distribuição deste texto precisa de autorização —

Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 20.2.13 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários