— Quaresma [texto inspirado no Ciclo C de Cortés (RD-Herder)] —


Tínhamos de fazer uma festa e alegrar-nos [Lucas 15, 32]


Jesus convida-nos a ir com ele para um lugar tranquilo para receber, através dos seus ensinamentos, um «mestrado em Jesus», isto é, aprofundar o Evangelho.
Este mestrado dura quarenta dias (tal como a Quaresma) e consta de sete lições magistrais:
  • 1.ª - sobre o estilo (13 a 16 de fevereiro): classe magistral sobre «a forma de ser» dos discípulos de Jesus; 
  • 2.ª - sobre o núcleo da mensagem (17 a 23 de fevereiro): «core business», o miolo da mensagem que tem de ser transmitida pelo discípulo de Jesus; > > >
  • 3.ª - sobre o enfoque (24 de fevereiro a 2 de março): «focus», a pequenez entendida como verdadeira grandeza; > > >
  • 4.ª - sobre o trabalho de campo I (3 a 9 de março): «fieldwork», o conhecimento da realidade, a necessidade de perceber os sinais dos tempos para que a nossa ação seja eficaz; > > >
  • 5.ª - sobre o trabalho de campo II (10 a 16 de março): «fieldwork», o conhecimento de Deus, a necessidade de perceber Deus para que a nossa ação seja profunda;
  • 6.ª - sobre a atitude e a técnica do apostolado (17 a 23 de março): «tools», o perdão e a misericórdia como instrumentos de trabalho;
  • 7.ª - sobre as equipas (24 a 30 de março): «the team», a comunidade como espaço imprescindível para a vivência do Evangelho.
Tomemos bons apontamentos, porque teremos de fazer um exame final; e porque imediatamente depois da Quaresma (na Páscoa) começam as aulas práticas.

© Laboratório da fé, 2013





Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 13.2.13 | Sem comentários
Categorias: ,
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários