— Documento de trabalho [2] —

Algumas perguntas

O que há de novo no mundo dos jovens? O que se destaca das análises culturais, das investigações e estudos sociológicos dos últimos anos sobre a condição juvenil? Quais são os principais desafios e as tensões que caracterizam os jovens? De que forma a mudança cultural está a afetar as novas gerações? O que sabemos das lógicas existenciais dos jovens? Como é que comunicam as novas gerações? São realmente, como se diz, «analfabetos emotivos»? Como é a nova socialização dos jovens? Quais são os valores emergentes, em destaque, as tendências na área dos valores, na busca da identidade e nas relações com o mundo adulto? Com que chage hermenêutica podemos interpretar as mudanças culturais que estão a acontecer? Que modelos de vida se impõem aos jovens? Como acontece a relação entre as novas gerações e a fé? Os jovens com o seu protagonismo são um recurso estratégico e uma oportunidade para a sociedade e para a Igreja? Estamos perante uma geração perdida para a Igreja ou perante um futuro de crentes sem qualquer pertença ou não praticantes?
Procurar dar respostas, ao menos sumária e sintética, a estas perguntas será o trabalho da próxima Assembleia Plenária do Dicastério, que nos permitirá oferecer a nossa colaboração para uma integração dos jovens na vida da Igreja.

© Pontíficio Conselho da Cultura
© Tradução de Laboratório da fé, 2013, a partir do texto oficial em espanhol

Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 2.2.13 | Sem comentários
Categorias: ,
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários