Quarta Semana [no Ciclo C de Cortés (RD-Herder)] —

O que podemos esperar se seguimos Jesus


É necessário passar longos momentos, a sós, com Jesus


Durante o mês de janeiro, meditamos nos princípios da nossa atuação como cristãos; agora, perguntamos: o que pode esperar alguém que quer dar continuidade à mensagem de Jesus no mundo atual?
Muita incompreensão e, inclusive, perseguição: por parte daqueles que hoje continuam a afirmar-se como os eleitos (DOMINGO: «Todos ficaram furiosos na sinagoga»); das pessoas cujos interesses são puramente materialistas (SEGUNDA: «Pediram a Jesus que Se retirasse do seu território»); da gente indiferente e rotineira (TERÇA: «Riram-se d’Ele»); e, inclusive, dos próprios parentes e vizinhos (QUARTA: «Um profeta só é desprezado na sua terra, entre os seus parentes e em sua casa») e da humanidade por quem Jesus dá a própria vida (QUINTA: «E, inclinando a cabeça, expirou»). Para não mencionar, claro está, aqueles poderosos com nomes e apelidos, cujos interesses questionaremos diretamente (SEXTA: «Herodes ouviu falar de Jesus»).
Por isso, para compensar estes desencontros, torna-se necessário passar longos momentos, a sós, com Jesus, num sítio tranquilo (SÁBADO: «Vinde comigo para um lugar isolado e descansai um pouco»). Coisas que poderemos fazer já e na próxima Quaresma.

Nesta semana, a última antes da Quaresma, somos convidados a tomar consciência, de forma realista, das complicações que comporta hoje em dia ser portadores da mensagem de Jesus.

© tradução e adaptação de Laboratório da fé


Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 3.2.13 | Sem comentários
Categorias: ,
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários