— O que Deus exige de nós? —


Dia 8 — Caminhando em celebração


  • Habacuc 3,17-19 — Celebrando em um tempo de dificuldades 
  • Salmo 100 — A adoração a Deus na terra inteira 
  • Filipenses 4,4-9 — Alegrai-vos no Senhor o tempo todo 
  • Lucas 1,46-55 — O canto de Maria 
Caminhar humildemente com Deus é caminhar em celebração. O visitante que chega à Índia é surpreendido pelas agruras e lutas suportadas pelos dalits, mas também se depara ao mesmo tempo com o senso de esperança e celebração que eles têm.
Esperança e celebração acontecem juntas nas leituras bíblicas de hoje. O profeta Habacuc se alegra no Senhor num tempo de seca e colheita fraca. Tal testemunho de que Deus caminhará com seu povo nas dificuldades é uma celebração de esperança. A bendita Virgem Maria caminha até sua prima Isabel para celebrar a gravidez dela. Ela canta seu Magnificat como uma canção de esperança mesmo antes do nascimento da criança. E, na prisão, Paulo exorta a comunidade cristã de Filipos à celebração: “Alegrai-vos no Senhor o tempo todo.” Na Bíblia, celebração é algo unido à esperança na fidelidade de Deus.
O aspecto celebrativo da cultura dos dalits traz um testemunho semelhante a um evangelho de fé e esperança, forjado no cadinho da experiência dos dalits de luta por dignidade e persistente sobrevivência. Ao orarmos pela unidade cristã nesta Semana, nos voltaremos para a celebração de vida que vemos na Índia, focalizando a fidelidade dos dalits à sua identidade cristã no contexto de suas lutas pela vida. Nossa celebração para uma unidade entre cristãos que está ainda por ser conquistada acontece em meio a esperança e esforço. Está enraizada na esperança de que a prece que Jesus fez para que sejamos um será atendida no tempo e através dos meios que Deus desejar. Está enraizada na gratidão, porque a união é dom de Deus, e no reconhecimento da unidade que já experimentamos como amigos de Jesus, expressada num único batismo. Está enraizada na convicção de que Deus chama cada um de nós a trabalhar por essa unidade e de que todos os nossos esforços serão usados por Deus, confiando como São Paulo, que recomendou : “em toda ocasião, pela oração e pela súplica acompanhadas de ação de graças, apresentai a Deus os vossos pedidos.” A caminhada para a unidade cristã exige que andemos humildemente com Deus na celebração, na oração e na esperança.

Oração 

Generoso Deus,
que o teu Espírito encha as nossas comunidades de alegria e celebração
para que possamos nos regozijar pela unidade que já partilhamos
e zelosamente continuar em busca da unidade visível.
Alegramo-nos com a fé e a esperança de povos
que se recusam a permitir que sua dignidade seja diminuída,
vendo neles tua maravilhosa graça e tua promessa de liberdade.
Ensina-nos a participar da alegria deles
e a aprender de sua fiel perseverança.
Renova a nossa esperança
e sustenta nossa decisão de caminharmos juntos no amor em nome de Jesus,
erguendo uma voz unida em louvor
e cantando juntos a mesma prece de adoração.
Deus da vida, guia-nos para a justiça e a paz. Amem.

Questões
Quais são as lutas por justiça na sua comunidade? Quais são as causas para celebração nessa caminhada?
Quais são os esforços para a promoção da unidade cristã em sua comunidade? Quais são as causas para celebração nessa caminhada?


Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 25.1.13 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários