Entrevista a Dom Claudio Maria Celli


A agência de notícias «Zenit» realizou, através de Jose Antonio Varela Vidal, uma entrevista a Dom Claudio Maria Celli, presidente do Pontifício Conselho para as Comunicações Socais, tendo por base a Mensagem do Papa para o Dia Mundial das Comunicações Sociais de 2013 — «Redes Sociais: portais de verdade e de fé; novos espaços de evangelização». Aqui, publicamos algumas das perguntas e respostas (a totalidade da entrevista pode ser lida no sítio da agência noticiosa www.zenit.org).

As redes sociais são muito mais do que meros meios de comunicação?
Não são instrumentos, são ambientes de vida, são realidades onde eu «moro». Portanto, eu não utilizo as redes sociais só para anunciar o Evangelho, mas morando na rede social, com o meu testemunho, com o meu anúncio, eu comunico Jesus Cristo, a sua palavra, a sua proposta. Numa mensagem há alguns anos, até mesmo o Santo Padre falava de uma «diaconia da cultura digital», convidando os bispos a formar no seu próprio ambiente um pequeno grupo de padres que pudessem trabalhar na rede e exercitar uma verdadeira e genuína pastoral.

Quais são os desafios que emergem deste novo mundo?
Uma questão muito delicada no campo das novas tecnologias é o da linguagem. No sentido de que é preciso ter a capacidade para utilizar uma linguagem compreensível por todos os homens e mulheres de hoje. De facto, o Papa fala na Mensagem que não espera só uma citação formal da palavra do Evangelho. Não se trata de repetir somente as passagens das Escrituras, mas quem mora na rede tem que dar testemunho com a própria vida de uma relação existencial entre vida e Evangelho. O Santo Padre mesmo nos deu este exemplo entrando no Twitter. O seu desejo era justamente o de estar do lado dos homens e mulheres de hoje, e permanecer do lado deles com a sua palavra. E sim, o Twitter é limitado só a 140 caracteres, porém estas poucas palavras podem ter um conteúdo profundo que pode ajudar o homem a redescobrir o sentido profundo da sua vida.

Como é que a comunicação social católica vai colaborar para promover a nova Evangelização?
Eu acho que o convite para evangelizar é para todos. Todo o discípulo de Jesus Cristo deve assumir esta responsabilidade, que está ligada ao seu batismo, ou seja, de ser anúncio, instrumento, presença, proposta. Este é um ponto de referência fundamental. Este esforço evangelizador ajudará as pessoas a usarem bem tudo o que a tecnologia oferece.

  • Outros textos relacionados > > >

Internet 2.0: novo continente
Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 30.1.13 | Sem comentários
Categorias: ,
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários