Dêem glória ao homem sem Deus
— que, neste mundo sem paz,
não podem as criaturas
crer que Ele seja capaz
de a gozar lá nas alturas.

Quando o homem tiver paz,
também Deus terá Sua glória:
sempre algum náufrago traz
o capitão na memória.

© Lopes Morgado,
«Neste Natal» (Lisboa 1989), página 45

Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 1.1.13 | Sem comentários
Categorias:
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários