— palavra para sexta-feira, quatro de janeiro —

— Evangelho segundo João 1, 35-42

Naquele tempo, estava João Batista com dois dos seus discípulos e, vendo Jesus que passava, disse: «Eis o Cordeiro de Deus». Os dois discípulos ouviram-no dizer aquelas palavras e seguiram Jesus. Entretanto, Jesus voltou-Se; e, ao ver que O seguiam, disse-lhes: «Que procurais?» Eles responderam: «Rabi – que quer dizer ‘Mestre’ – onde moras?» Disse-lhes Jesus: «Vinde ver». Eles foram ver onde morava e ficaram com Ele nesse dia. Era por volta das quatro horas da tarde. André, irmão de Simão Pedro, foi um dos que ouviram João e seguiram Jesus. Foi procurar primeiro seu irmão Simão e disse-lhe: «Encontrámos o Messias» – que quer dizer ‘Cristo’ – ; e levou-o a Jesus. Fitando nele os olhos, Jesus disse-lhe: «Tu és Simão, filho de João. Chamar-te-ás Cefas» – que quer dizer ‘Pedro’. 

— Era por volta das quatro horas da tarde

O quarto evangelho descreve o chamamento dos primeiros discípulos, na Judeia, no contexto da pregação de João Batista. Os outros três evangelhos referem o primeiro chamamento, na Galileia. Há contradição entre eles? Houve dois chamamentos? Bem sabemos que, na maioria dos textos evangélicos, o mais importante não é o contexto histórico, mas o ensinamento que o autor nos quer transmitir através do relato.
O evangelista João, através de um pormenor, revela-nos a importância daquele chamamento. «Era por volta das quatro horas da tarde» quando aconteceu o encontro com Jesus Cristo. Foi de tal modo marcante para a vida daqueles homens que nunca mais se esqueceram da hora! 
Neste relato destacam-se o verbo «seguir» e «ficar». Na verdade, o discipulado é um seguimento, um ficar com Jesus Cristo. A vida muda. Deixam tudo para seguir Jesus, para ficar com Jesus. O discípulo é aquele que aprende a viver com e como o Mestre. Não basta saber muitas coisas sobre Jesus! Se queres ser discípulo, se queres ser cristão, tens de deixar tudo para seguir Jesus, para ficar com Jesus, para viver com Jesus e para viver como Jesus.

Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 4.1.13 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários