As obras de arte no Laboratório da fé


Creio em um só Deus, Pai todo-poderoso,
Criador do céu e da terra, de todas as coisas visíveis e invisíveis


Génesis 1, 1-2 — «No princípio, quando Deus criou os céus e a terra, a terra era informe e vazia, as trevas cobriam o abismo, e o espírito de Deus movia-se sobre a superfície das águas». 

A criação do mundo na obra de Jean-Féry Rebel (1666-1747): 

“Os Elementos” (1737) 




Rebel faz parte de uma rica linhagem de músicos da corte francesa dos séculos XVII e XVIII que têm Lully por antepassado e de quem foi aluno. Fez parte do prestigiado grupo dos 24 violinos do Rei. Rebel exceleu sobretudo na música para bailado tendo mesmo inventado um novo género musical chamado “Sinfonia coreográfica”. A sua peça mais conhecida chama-se “Os Elementos”, um bailado em dez andamentos descrevendo a criação do mundo partindo do caos inicial e passando pela criação sucessiva dos quatro elementos primordiais (terra, água, fogo e ar). O inicial andamento chamado “Caos” começa com aquilo que muitos musicólogos pensam ser o primeiro “Cluster” da história da música ocidental. A peça começa com todas as sete notas da escala de ré menor tocadas em simultâneo. Na introdução à sua obra Rebel escreve: "Osei pôr em relação a ideia de confusão dos elementos primordiais com a confusão na harmonia". O Cluster inicial reaparece várias vezes com a música a descrever o aparecimento gradual dos quatro elementos que se batem para escapar ao Caos primordial para tudo terminar numa harmonia perfeita. O ar aparece num registo agudo nas flautas como que suspenso acima do caos. A água é descrita por fluxos de escalas musicais. O fogo e a terra entram em conjunto mas em registos opostos. O fogo num registo agudo cintilante dos violinos que dançam com o ar. A terra é representada num registo grave. À medida que os quatro elementos vão entrando, sete vezes, numa clara alusão aos sete dias da criação, o ritmo do caos diminui. “Os Elementos” de Jean-Féry Rebel exemplifica bem o ideal estético que tenta, pela música, a perfeita imitação da natureza. Vivaldi levará esta tarefa a um apogeu alguns anos mais tarde com o seu Concerto nº1 a 4 opus 8 “As quatro estações”. Rebel parte da narrativa bíblica da criação em que Deus Todo-Poderoso cria um mundo harmonioso a partir de um caos inicial e indiferenciado. 


Padre Hermenegildo das Neves Faria

Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 5.12.12 | Sem comentários
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários