— palavra para sexta-feira da terceira semana de advento — 21 de dezembro —

— Evangelho segundo Lucas 1, 39-45

 Naqueles dias, Maria pôs-se a caminho e dirigiu-se apressadamente para a montanha, em direcção a uma cidade de Judá. Entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, o menino exultou-lhe no seio. Isabel ficou cheia do Espírito Santo e exclamou em alta voz: «Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre. Donde me é dado que venha ter comigo a Mãe do meu Senhor? Na verdade, logo que chegou aos meus ouvidos a voz da tua saudação, o menino exultou de alegria no meu seio. Bem-aventurada aquela que acreditou no cumprimento de tudo quanto lhe foi dito da parte do Senhor». 

— Bendita és tu entre as mulheres

Duas mulheres. Ambas grávidas. Uma anciã. Outra jovem. Isabel e Maria. Ambas são agraciadas com uma gravidez especial. O encontro entre elas é motivo de alegria e de festa. E até os filhos, João e Jesus, trazidos no ventre de cada uma delas vibram de alegria com este encontro.
A maternidade é fonte de vida. Por isso, na tradição judaica, ser mãe era a maior bênção que Deus concedia a uma mulher. Ao contrário, a esterilidade era sinal de maldição/castigo. Bem podemos dizer que o Deus de Jesus Cristo ama a vida; é a fonte do amor e da vida. 
Isabel saúda Maria com estas palavras: «bendita és tu entre todas as mulheres». Isabel alegra-se pela visita de Maria. Causa admiração e até alguma estranheza a consciência humilde de Isabel, pois era da família de Aarão, a mais importante das famílias sacerdotais. Também a proximidade de Jesus provoca a alegria de João. A alegria é sinal da presença de Jesus. 
Maria, bendita entre todas as mulheres, transporta no seu seio aquele que é a fonte da alegria. O tempo de Advento é para ser vivido com alegria, com esperança e com fé. Mas o tema dominante na sociedade de hoje não é a alegria, mas o anúncio do fim do mundo, devido à suposta «profecia» dos maias. Seria muito mais útil e saudável se nós cristãos formos capazes de transportar a alegria, sinal da presença de Jesus, que pode tornar o mundo diferente: mais justo e mais humano.

Postado por Marcelino Paulo Ferreira | 21.12.12 | Sem comentários
Categorias: , , ,
0 comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Recentes
  • Arquivo
  • Comentários